Março lilás: ginecologista faz alerta sobre os cuidados com o câncer de colo de útero

O mês de março, conhecido como o mês dedicado à saúde da mulher, também está relacionado ao Março Lilás, voltado à campanha de prevenção e combate ao câncer de colo uterino, considerado, hoje, uma das maiores causas de morte pela doença entre as mulheres no mundo.

 

O câncer de colo de útero, depois do câncer de pele não melanoma, é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina. Em 2021, 270 mulheres morreram devido ao câncer de colo de útero, uma média de 23 mulheres por mês, de acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

 

A ginecologista do Sistema Hapvida em Manaus, Elis Akamy, destaca a importância de ficar alerta aos sinais que, na maioria das vezes, podem ser evitados. “Dentre os principais sintomas estão: sangramento vaginal anormal sem causa aparente e fora do período menstrual; dor pélvica; sangramento após a menopausa; dor e sangramento após a relação sexual. Em caso de doença avançada, pode ter inchaço nas pernas, problemas ao urinar, em caso de invasão da bexiga e sangue na urina. Lembrando que no início pode não haver sintomas, por isso é muito importante a realização do exame preventivo”, ressalta.

 

A médica ainda faz o alerta para o diagnóstico precoce que, muitas das vezes, pode ajudar na cura da doença. “O câncer no início pode ser curado sim. Nos estágios iniciais, o tratamento inclui cirurgia e ou radioterapia com quimioterapia. Para estágios mais avançados, a radioterapia com quimioterapia ou somente a quimioterapia. Para as lesões pré-cancerígenas NIC 3, que são lesões de alto grau, não precisa a retirada do útero, pode ser feito uma conização o que preserva a fertilidade da mulher caso ela queira ter filhos”, finaliza.

 

A prevenção e a detecção precoce do câncer são reconhecidas mundialmente como peças chaves que reduzem a incidência e a mortalidade por neoplasias malignas. As mulheres são orientadas também a evitar muitos parceiros(as), optando pelo sexo seguro (uso de preservativos), e estimular hábitos saudáveis de vida, entre esses, evitando o cigarro, pois muitas pesquisas científicas mostram a relação do câncer de colo uterino com o tabagismo.

 

Março Lilás

 

A campanha Março Lilás visa alertar a população sobre a prevenção ao câncer do colo do útero, doença que pode ser evitada com a vacina contra o HPV. Neste ano, a iniciativa tem como tema “É tempo de cuidar”.

 

O movimento também conscientiza as mulheres sobre a realização periódica do exame preventivo, o Papanicolau, que deve ser feito mesmo se a mulher não estiver apresentando nenhum sintoma ginecológico. Por meio deste exame, são descobertas as lesões pré-malignas, que vêm antes do câncer.

Sobre o Sistema Hapvida

 

O Hapvida é o maior sistema de saúde e planos odontológicos do Brasil em número de beneficiários, com mais de 15 milhões de clientes, de pessoas físicas a grandes empresas, em todo o país. Em 2022, após a combinação de negócios do Sistema Hapvida com o Grupo NotreDame Intermédica, foi criada uma das maiores operadoras verticalizadas do mundo. Fundada em 1979, a companhia possui mais de 66 mil funcionários e cerca de 60 mil prestadores médicos e dentistas. Com a missão de garantir o acesso à saúde de qualidade a um custo eficiente, a empresa conta com uma rede assistencial própria composta por 85 hospitais, 74 prontos atendimentos, 290 clínicas médicas e 260 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial. Em 2020, a companhia registrou receita líquida de R$ 8,6 bilhões. Mais informações, acesse: hapvida.com.br/ri.hapvida.com.br

você pode gostar também
..