Marmita do tráfico: maconha Skank é apreendida na delegacia de Parintins

Uma adolescente de 18 anos de idade tentou entregar uma porção de maconha, tipo Skank, dentro de uma marmita de carne, para um preso na Delegacia de Polícia Civil de Parintins. A droga estava embalada e foi encontrada, junto com a comida, no meio das guarnições.

A trouxinha de maconha fazia parte das guarnições da refeição e, possivelmente, seria a ‘sobremesa’ do preso. Os plantonistas da delegacia desconfiaram do alimento, com droga, ao perceberem o nervosismo da adolescente. Eles abriram a marmita e acharam a porção de maconha.

Governo do Amazonas 2

Os plantonistas prenderam a adolescente envolvida com a tentativa de entrada com droga na delegacia. “É um fato que vem acontecendo, aqui, várias vezes, durante a semana. Normalmente, entregam e já saem, daqui da delegacia, correndo. A gente não consegue capturá-los”, explica o delegado de Polícia Civil, Adilson Cunha.

O delegado orientou os plantonistas a revistarem o alimento, na presença da pessoa responsável pela entrega. “Constatou-se que havia uma trouxinha de substância entorpecente. De imediato, foi dado voz de prisão em flagrante para a jovem que vai responder e ficar a disposição da Justiça”, afirma o delegado.

Com o flagrante da tentativa de entrada de droga, o preso, ao qual a maconha tinha como destinatário, poderá receber alimento somente proveniente do sistema prisional do do Estado. “Está proibida a entrada de alimentos entregues por familiares”, decreta Adilson Cunha, ao apontar descobertas recorrentes de drogas em pães, por exemplo.

você pode gostar também