-Publi-A-

Menina indiana de 10 anos que ficou grávida após ser estuprada dá à luz

Nasceu nesta quinta-feira (17), o bebê de uma indiana de 10 anos. O caso chamou a atenção da imprensa internacional após a Suprema Corte da Índia negar o pedido de aborto feito pela família da criança, que foi estuprada por um familiar.

Segundo a mídia indiana, o bebê, uma menina, nasceu por meio de uma cesariana em um hospital público de Chandigarh.

O bebê pesa 2,2 kg e está na UTI neonatal. Já a menina tem o quadro de saúde estável e ainda não sabe que deu à luz. Segundo a imprensa local, o bebê deve ser colocado para adoção.

No final do mês de julho, a Suprema Corte da Índia rejeitou a petição que solicitava que a menina abortasse, afirmando que com 32 semanas de gestação, ela estava em estágio avançado na gravidez. A lei indiana não permite abortos após 20 semanas a menos que médicos garantam que há riscos para a vida da mãe.

A gravidez da criança foi descoberta tardiamente, depois que sua mãe a levou ao médico, por conta de dores abdominais. De acordo com a BBC, o acusado pelo estupro é primo da mãe da menina.

você pode gostar também