Menor é baleado na testa por atirador misterioso em Parintins

O menor Joabe Medeiros Cunha, 16 anos, conhecido como Jojô, foi a mais nova vítima dos atiradores misteriosos que vem aterrorizando a população de Parintins-AM (distante 369 km de Manaus) desde dezembro do ano passado, ferindo e matando pessoas.

A tentativa de homicídio ocorreu na rua Mário Jorge Cabral de Melo (rua 06), bairro Itaúna 2, na tarde de hoje, dia 2 de maio, por volta de 15h20, na residência de um amigo de Joabe, na mesma rua.

Segundo uma cidadã que não quis gravar entrevista e pediu para ter o nome preservado, Joabe foi conduzido de ambulância ao hospital Jofre Cohen desacordado, onde foi atendido pelo cirurgião geral Adelson Sarraff. Ela informou ainda que, o tiro atingiu a testa do menor, transfixou o crânio e o projétil saiu do lado direito da parte de trás da cabeça.

Após informar que devido a perfuração do crânio Joabe teve perda de massa encefálica, a cidadã revelou que, “segundo o médico, o quadro clínico do Joabe é delicado. Por isso ele será transferido o mais rápido possível para Manaus”, frisa.

A cidadã contou ainda que o marido dela presenciou o sinistro. “Um homem chegou em uma moto Titan preta, parou em frente à residência, e ao entrar na casa deixou o veículo ligado. Após efetuar um disparo ele saiu tranquilamente, montou na moto e foi embora por onde havia chegado. Ele é magro, branco e usava cavanhaque. Ele usava bermuda preta e camisa branca. Ele entrou de cara limpa. Muita gente lá viu ele. Mas como o local é área vermelha, ninguém vai querer falar”, aposta a dona de casa.

 A senhora Ilza de Medeiros Cunha, mãe da vítima, afirma não saber o que aconteceu. “Ele merendou, disse que ia jogar bola. Depois de alguns minutos a vizinha correu pra me avisar que ele levou um tiro e estava muito mal. O médico falou que ele está em coma e vai pra Manaus”, disse a mãe.

Ainda de acordo com a mãe, um jovem que é amigo Joabe Medeiros e se encontrava com ele na hora do fato, após socorre-lo, foi conduzido à 3ª Delegacia Interativa de Polícia (3ª-Dip) para prestar esclarecimentos.

O amigo da vítima, que não quis gravar entrevista, declara que Joabe, também é seu vizinho, foi até a residência dele para eles saírem para jogar futebol, e no momento que foi trocar a roupa num dos quartos da casa, ouviu o disparo.

O amigo disse ainda que se espantou e ao sair do quarto encontrou Joabe caído no chão em outro cômodo da casa, sangrando bastante. Ele relata ainda que chamou a polícia e a ambulância para socorrer o colega.

A Polícia Civil investiga o caso.

Do Gazeta Parintins

você pode gostar também