Mesa diretora volta atrás de decisão que colocava técnico de enfermagem como assessor de imprensa

Vereadores que integram a mesa diretora da Câmara Municipal de Parintins.

 O vice-presidente da Câmara Municipal de Parintins, Beto Farias (PTN), anunciou nesta quarta-feira, 11 de janeiro, que o presidente Maildson Fonseca (PSDB) determinou a anulação da Portaria nº 011-CMP- de 02 de janeiro de 2017, que nomeava uma pessoa sem graduação em Jornalismo ou habilitação em Jornalismo para o cargo de Assessor de Imprensa. A portaria gerou celeuma entre a Imprensa de Parintins e o Poder Legislativo.

Maildson Fonseca não assinou a Portaria, pois está em Manaus participando de treinamento técnico com mais dois funcionários da Câmara, mas assim que tomou conhecimento do fato, determinou o reparo. Segundo Beto Farias, o presidente Maildson acabou fazendo o equívoco, pois não foi avisado pela assessoria jurídica contratada da Câmara e que atua há mais de cinco anos no Legislativo, sobre a Lei Complementar nº 12/2013 que criou o cargo de Assessor de Imprensa.

“A Mesa Diretora, a pedido do presidente Maildson que está em Manaus, reconheceu o equívoco e fizemos sem efeito o ato. Estamos começando nova Legislatura e realmente não fomos alertados sobre a questão. São muitas informações e leis que são aprovadas por um parlamentar e a Lei específica era administrativa e não utilizada diária, por isso ocorreu da nova Mesa não saber ainda de todas as Leis, para isso tem as comissões de assessoria. Esperamos que esse caso esteja superado, pois o Legislativo que é um poder tem parceria com a imprensa, judiciário e executivo para o bem comum da população”, comentou Beto.

O vice-presidente anunciou que a Câmara de Parintins atuará com três ou quatro jornalistas formados na UFAM e que são de Parintins e mais um radialista que atua na área há mais de dez anos. Dessa forma, prestigiando o mercado local de profissionais.

“Vivemos um momento de nova fase do Legislativo e todos os poderes. A população mudou de postura e tem participado mais das discussões e observado os parlamentares, cobrando mais pela internet ou os meios de comunicação. Os meios de comunicação, assim como o Legislativo, é o primeiro a ouvir o povo. Com isso, teremos técnicos da área atuando na comunicação e também técnicos atuando na assessoria de alguns vereadores”, anunciou.

Beto Farias enfatizou que o trabalho da nova Mesa Diretora é atuar no resgate da credibilidade do Legislativo. Pois a população ao eleger apenas três dos onze vereadores mandou um recado direto ao parlamento municipal. Ele afirma que a população em breve terá a disposição para a consulta pública os salários de servidores, comissionados, vereadores, que é determinação no Tribunal de Contas do Estado – TCE, através do Portal da Transparência.a

você pode gostar também