Ministério Público pede suspensão do concurso da Prefeitura

O Ministério Público de Contas (MPC) pede a suspensão imediata do concurso público para o preenchimento de 2.005 vagas, que é realizado pela Prefeitura Municipal de Parintins. De acordo com o MPC, existe “desconformidades entre os itens do edital e as previsões constitucionais e legais”.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Ari Moutinho Júnior, confirmou a representação do Ministério Público de Contas contra o concurso público.

Na última segunda-feira (18) a prefeitura prorrogou o prazo das inscrições para o dia 05 de maio. O concurso é organizado pelo Instituto de Pesquisa de Rondônia (Ipro). Os valores das inscrições são: Nível Fundamental (R$30); Nível Médio e Técnico (R$60) e Nível Superior (R$ 150).

De acordo com a Prefeitura de Parintins, das 2.055 vagas, 570 são para o Nível Fundamenta Incompleto, 488 Fundamental Completo, 305 Nível Médio, 129 Nível Técnico Médio e 563 Nível Superior. Os salários variam de R$ 880,00 a R$ 9.200,00.

Da Folha de Parintins

você pode gostar também