-Publi-A-

Ministro do TSE concede liminar a Bruno Ramalho e ele será empossado prefeito de Carauari

O Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Napoleão Nunes Maia Filho, concedeu ontem (16) liminar em Ação Cautelar determinando que Bruno Ramalho (PMDB), da coligação “Dignidade e Trabalho de Volta a Carauari” eleito como prefeito de Carauari com 7093 votos válidos seja empossado em caráter de urgência.

Com a decisão favorável, Bruno Ramalho garantiu o direito de ser diplomado e, consequentemente, tomar posse do cargo de prefeito do município Carauari, ainda esta semana.

“Ante o exposto, defere-se o pedido de Medida Liminar para atribuir efeito suspensivo ativo ao Recurso Especial interposto nos autos… até o seu julgamento conclusivo pelo Plenário do TSE, de modo a assegurar a Bruno Ramalho, o direito de ser diplomado e empossado no cargo de Prefeito Municipal de Carauari… com urgência e pela via mais expedita, ao egrégio TRE do Amazonas e ao douto Juízo Eleitoral de Carauari”, disse o magistrado.

A cerimônia de diplomação e posse Bruno Ramalho, também está confirmada para esta semana.

Briga na Justiça

Por unanimidade o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-Am) deferiu em novembro do ano passado o registro de candidatura de Bruno Ramalhe eleito com prefeito de Carauari com 7093 votos, agora considerados pela Corte como válidos.

Bruno recorreu à Justiça Federal, em Manaus, onde comprovou que não teve direito a defesa no TCU e o juiz Ricardo Sales, acatou a tese e concedeu uma liminar suspendendo os efeitos do acórdão do Tribunal de Contas da União, mas a liminar caiu e o candidato eleito perdeu o registro e o direito de assumir a Prefeitura de Carauari.

Bruno Ramalho, eleito pelo povo, não desistiu e recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília onde teve êxito.

você pode gostar também