Missas com presença de fiéis retornam a partir do dia 18 com 30% da capacidade

Foto: Gilson Almeida.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – A celebração das missas na Catedral de Nossa Senhora do Carmo e demais igrejas de Parintins retornam a partir do dia 18 de julho com 30% da capacidade. O anúncio foi dado na manhã desta segunda-feira, 13, pelo bispo Dom Giuliano Frigeni acompanhado pelos padres Marco Aurélio, Jânio Negreiros e o pároco da Catedral, Dorival Nascimento, durante a coletiva de imprensa realizada nas dependências da secretaria paroquial da Catedral. O retorno das missas com a presença dos fiéis serão feitas seguindo o protocolo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). As celebrações sem a presença os fiéis foram suspensas desde março para evitar aglomeração de pessoas e assim diminuir a proliferação da Covid-19. Até o momento os fiéis podem acompanhar as celebrações pelo rádio e pela lives.

“Estamos seguindo a prudência da própria igreja no Brasil que indicou o caminho mais lento, mais em defesa da vida, sobretudo dos idosos”, pontuou o bispo Dom Giuliano.

De acordo com os líderes católicos, os bancos serão marcados com um metro e meio de distancia entre as pessoas; será feito a higienização do ambiente; o uso de máscara será obrigatório; a entrada será pela porta central e a saída pelas portas laterais. O bispo Dom Giuliano frisou que as pessoas do grupo risco devem evitar de irem às missas e entrarem em consenso com os párocos para que seja visto a possibilidade da Eucaristia ser levado até as suas residências. As pessoas que apresentarem alguma enfermidade também é aconselhado a não comparecerem à missa.

A retirada da máscara será permitida somente na comunhão próximo ao ministro para receber a hóstia (corpo de Cristo), tendo em vista que o ministro falará em voz “Corpo de Cristo” e os fiéis responderão numa única vez “Amém”.

Enquanto a celebração das missas nas pequenas igrejas da zona rural recomenda-se que seja feita ao ar livre. Já as igrejas na cidade que não têm portas laterais para a saída dos fiéis após o término da celebração, a saída será organizada pela equipe para que seja evitado aglomeração de pessoas.

Outras atividades da igreja serão estudadas as possibilidades de retornarem. A catequese que até então está sendo feita pelo rádio retornará com a presença dos catequizandos após a volta das aulas.

Na coletiva também foi repassado que no dia 16 não será feita a carreata (que reúne milhares de devotos nas ruas) em honra à Nossa Senhora do Carmo para evitar aglomeração de pessoas e que a imagem da padroeira de Parintins será levada no carro do Corpo de Bombeiros,escoltada pela Polícia Militar, com trajeto até a Matriz que ainda será divulgado pela diocese. O andor será carregado pelos padres.

As celebrações de casamentos, crisma, entre outros serão marcados a partir do mês de agosto.

O pároco da Catedral, Dorival Nascimento, informou que será organizado uma fila para as pessoas passarem na frente da imagem e dia 15 terá a bênção do escapulário “A cada meio hora teremos as bênçãos do escapulário a partir das 8h até as 14h”, disse.

você pode gostar também