Morte do cantor Luciano Brasil gera comoção e bois de Parintins manifestam luto

Nem azul, nem vermelho. A cor que prevalece com a notícia da morte do músico parintinense, Luciano Brasil, 30 anos, na noite desta quarta-feira, 26 de setembro, é o preto do luto. O cantor profissional não resistiu a lesões cerebrais ao sofrer convulsão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Rio Negro, em Manaus, após lutar pela vida há um mês, desde quando veio em estado grave de São Paulo, onde uma bactéria lhe atingiu o organismo, lhe causou uma série de complicações e afetou principalmente o sistema nervoso.

Músico da banda de arena do Boi Caprichoso desde 2017, do qual era torcedor, Luciano Brasil recebeu homenagem do bumbá com um minuto de silêncio durante a assembleia de prestação de contas. “Nós estávamos numa reunião da assembleia para prestação de contas e recebemos a notícia. Eu parei a assembleia para prestar uma simples homenagem, mas de coração, que foi um minuto de silêncio. A gente sabe da importância que o Luciano tinha no Boi Caprichoso. Ele fazia tudo com muito amor e carinho. Que Deus conforte a família dele”, declarou o presidente, Babá Tupinambá.

De família e reduto tradicional do Caprichoso, Luciano Brasil se criou na Rua Sá Peixoto, bairro da Francesa, zona leste de Parintins, área azul da cidade. Era filho de Aluísio Brasil e também sobrinho de Geraldo Brasil, ambos integrantes da Banda Canto da Mata, um dos grupos pioneiros na divulgação nacional do ritmo de boi-bumbá na década de 1990, onde se familiarizou com a música desde criança. Em 2018, o cantor integrou o elenco do Boi Caprichoso em viagens internacionais como levantador de toadas em apresentações na França e na China.

O coordenador do Conselho de Artes do Caprichoso, Ericky Nakanome, lamentou a perda do artista do bloco musical de arena. Para a gente é uma notícia muito pesada, pela maneira que o Luciano faleceu. Um menino que nós tínhamos uma grande esperança do retorno de sua saúde. Infelizmente, não aconteceu. Mas nós vamos enfrentar, homenageá-lo, levar para a arena esse time de backing maravilhosos. Com certeza, o Luciano fará muita falta. Para nós, vai ter sempre uma lembrança muito feliz e de muito talento no Caprichoso”, comentou.

A diretoria do Boi Garantido publicou nota de pesar sobre a morte de Luciano. “A Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido vem de público lamentar profundamente o falecimento do cantor, Luciano Brasil. Luciano foi por 5 anos um dos integrantes do time de Backing Vocal, atuando com extrema competência e comprometimento com o boi da Baixa do São José. Hoje, os bois de Parintins estão de luto pela perda deste grande artista amazonense. À família e amigos, nosso lamento por esta incalculável perda”, diz o comunicado do presidente, Fábio Cardoso, e do vice-presidente, Messias Albuquerque.

 

Foto: André Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here