-Publi-A-

MP alemão pede extradição de ex-presidente catalão para a Espanha

Carles Puigdemont concede entrevista em Bruxelas, após vitória de bloco independentista nas eleições catalãs (Foto: Francois Lenoir/Reuters)

O Ministério Público alemão solicitou nesta terça-feira (3) a extradição para a Espanha do ex-presidente catalão Carles Puigdemont. O líder separatista catalão foi detido na Alemanha, em 25 de março, após cruzar de carro a fronteira com a Dinamarca, voltando de uma viagem que fez à Finlândia.

O procurador-geral do estado de Schleswig-Holstein reconheceu a validade no direito alemão das acusações da justiça espanhola contra Puigdemont, que incluem “rebelião” e “malversação”, e pediu sua extradição. A decisão da justiça deve ser anunciada nos próximos dias.

Puigdemont foi detido no dia 25 de março após a emissão de uma ordem de prisão europeia do Tribunal Supremo da Espanha. Ele está preso em Neumünster.

Além do ex-presidente catalão, outros nove líderes independentistas, incluindo seis pessoas que integraram seu Executivo, estão em prisão preventiva na Espanha como parte do mesmo processo.

Manifestante faz plantão perto da prisão de Neumuenster, onde o líder separatista catação Carles Puigdemont está detido desde domingo (25)  (Foto: Carsten Rehder/dpa via AP)
Manifestante faz plantão perto da prisão de Neumuenster, onde o líder separatista catação Carles Puigdemont está detido desde domingo (25) (Foto: Carsten Rehder/dpa via AP)

Puigdemont saiu da Espanha para um auto-exílio na Bélgica em 2017, pouco depois de o parlamento catalão fazer uma declaração simbólica de independência da Espanha. Ele chegou à Finlândia na quinta-feira (22) para se encontrar com parlamentares e comparecer a uma conferência.

Após a expedição da ordem de prisão, o ex-líder catalão deixou a Finlândia e se dirigia à Bélgica, onde, segundo aliados, planejava colaborar com as autoridades sobre as tentativas da Espanha de extradição.

Ele foi detido na rodovia A7, na cidade de Flensburg, no estado de Schleswig-Holstein, no norte da Alemanha.

Com informações do g1

você pode gostar também