Mulher de 44 anos se torna primeira triatleta de Parintins

Foto: Reprodução/Facebook.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Luciana de Melo Garcia, de 44 anos, se tornou a primeira triatleta de Parintins. Sua trajetória no esporte iniciou há seis anos após apresentar problema de saúde.

“Há alguns anos eu estava no início da obesidade. Então quando comecei a passar mal no dia a dia, não estava mais conversando bem até mesmo com os colegas devido à falta de ar foi quando me despertei para entrar no esporte. Primeiro na caminhada porque o peso estava em excesso e a partir daí tive o convite de uma amiga que pratica muay thai e eu tive o interesse de conhecer a arte marcial. De início para mim causou um certo impacto até mesmo porque quando se fala em muay thai se pensa em luta. Na verdade, isso é uma mitologia porque não existe isso. A arte do muay thai é totalmente diferente. Você pratica o equilíbrio, trabalha a postura, ela traz um benefício enorme para a saúde. A questão do muay thai é mais defesa física. É para você aprender a se defender e não para bater em alguém”, disse Luciana.

Em seguida foi nas ruas que ela passou a se exercitar percorrendo pela cidade. “Eu comecei caminhando, aos poucos passei para o ‘trotinho’ que chamam para aquela corrida bem lenta e depois daí fui aumentando, quando me deparei já estava correndo e desde então não parei mais”, relatou.

E não parou mesmo. Luciana adicionou a sua vida de atleta o ciclismo a convite de uma amiga. “Eu recebi o convite de uma amiga minha que já fazia parte do ciclismo há muito tempo de participar da segunda corria da Ideal Tecidos e eu disse ‘será que eu consigo porque não tenho a prática de pedalar, principalmente de competir’, mas eu resolvi encarar. Eu nem tinha bicicleta na época e emprestei uma de um amigo meu e resolvi encarar esse desafio e por incrível que pareça eu fiquei em quinto lugar”, falou.

Outro obstáculo a ser superado foi as competições na água pois ela não sabia o essencial, nadar. “Foi aí que tive o convite de uma professora de natação e ela foi me passando as orientações, pois ela é do Pará, e eu fazia todos os dias esse treino de natação começando primeiro com as técnicas, a base, com é que você bate a água, tem todo um procedimento e encarei esse desafio e com dois meses aprendi a nadar”, informou.

E toda essa dedicação valeu a pena. Em sua primeira competição com triatleta, Luciana conquistou o segundo lugar na cidade de Santarém, no Pará, completando a prova em 05h12min em um percurso de 70 km. “Se você determinar que você pode, você consegue. Lógico que existe sim os obstáculos, cansaço, fadigas, as dores, mas isso daí é questão de superação porque quando você passar desse nível vai ver que tudo isso valeu a pena. Hoje posso dizer que valeu a pena, muito sacrifício, muito choro. Muitas pessoas disseram que eu não ia conseguir porque eu estava muito pesada e isso nada para mim interessou. O importante que eu queria era ter uma vida saudável e agora incentivo a você a fazer parte de um esporte, não desista, não escute aquelas pessoas que dizem não para você, vai em frente que você consegue sim”, pontuou.

você pode gostar também