-Publi-A-

Mulher esfaqueada por ex-marido morre em Parintins

A dona de casa Erielda Cidade Azevedo, 32, que foi esfaqueada na manhã desta quarta-feira, 28, pelo ex-marido Erivaldo Pereira Carneiro, 36, conhecido como “Filho”, morreu às 13h30 no Hospital Padre Colombo.

O crime ocorreu por volta de 10h na rua 05 do bairro Itaúna 2, em Parintins-AM (município distante 369 km de Manaus). Segundo testemunhas, jovens que estavam em uma academia localizada ao lado da casa da vítima evitaram que ela fosse morta no local.

Após necropsia, o médico legista Jorge de Paula Gonçalves, informou que a dona de casa foi atingida com 12 facadas. Duas das perfurações atingiram os pulmões de Erielda.

Separação

A irmã da vítima, Elem Cidade Azevedo, 30, informou que Erielda era mãe de 5 filhos (entre 2 a 12 anos), estava há pouco tempo separada de Erivaldo e chegou recentemente da Capital do Estado, para onde havia viajado em busca de trabalho.

“Os dois não estavam mais vivendo juntos. As crianças moravam com o pai  porque o Conselho Tutelar deu a guarda dos filhos pra ele, que já tem passagens pela polícia por agressão e violência doméstica. Minha irmã ficou sabendo que o Erivaldo não estava tratando bem das crianças e por isso retornou a Parintins. A intenção dela era levar as crianças para morar com ela na Capital do Estado”, disse emocionada Elem Azevedo.

Perseguição

A irmã ressalta que Erivaldo vivia perseguindo Erielda, porque não aceitava a separação.  “Ele estava preso e foi solto anteontem. Hoje após ingerir bebida alcoólica praticou essa barbárie contra minha irmã, que era uma mulher batalhadora. Ela só tinha ido na casa para lavar as roupas das crianças”, enfatiza em prantos Elem Azevedo.

Erivaldo Pereira Carneiro, que após o ataque brutal contra a ex-esposa, tentou suicídio, com uma facada no peito, continua internado em um dos leitos do Hospital Regional Jofre Cohen.

Do Gazeta Parintins

você pode gostar também