Munik vence ‘Big Brother Brasil 16’ e consagra nova fase do reality da TV Globo

Munik confirmou seu favoritismo e venceu o “Big Brother Brasil 16”, na noite desta terça-feira (5). A goiana derrotou Cacau e se tornou a participante mais jovem da história do reality a conquistar o prêmio. Com isso, a morena escreve um novo capítulo no programa. Além de ser a integrante mais nova a levar a ‘bolada’ de R$ 1,5 milhão para casa, a beldade derrubou o tabu de que mulheres lindas, inteligentes, jogadoras e com amor próprio não poderiam ser vitoriosas. 

Não adianta negar. A história da atração prova que havia um preconceito por parte do público em premiar mulheres como Pequi. Vanessa Pascale (“BBB 1”), Manuela Saadeh (“BBB 2”), Elane Silva (“BBB 3”), Grazi Massafera (“BBB 5”) e Priscila Pires (“BBB 9”) são bons exemplos. Morreram na praia diante de brothers tão carismáticos quanto elas.

Até esta terça, saíram vitoriosas apenas participantes femininas que foram rejeitadas por seus pares, que tinham origem muito humilde ou representavam uma minoria.

Ana Paula foi a grande protagonista desta edição por causa de seu carisma, sua autenticidade e seu desequilíbrio; mas foi a goiana quem estrelou o roteiro desenhado pelo “BBB 16”. Foi por causa de Munik que Ronan meteu os pés pelas mãos e entregou o jogo da “Machadada”. Foi ela quem desconfiou do falso moralismo de Daniel. Foi ela quem abriu os olhos da jornalista a respeito da formação do “Esquadrão Meditação”.

Também foi Pequi quem conseguiu segurar e acalmar a estrela da temporada em boa parte do confinamento. Era a gata quem apagava os incêndios do ‘sincericídio’ da mineira entre seus aliados e tentava controlar os impulsos da amiga diante dos inimigos. Não fosse pela bela, Ana Paula teria saído do jogo muito antes de agredir Renan. Por expulsão ou desistência.

Diplomática, Munik manteve uma boa relação com seus rivais no jogo até o último dia, sem jamais agir com falsidade. Com isso, conquistou o respeito de todos no confinamento.Com um fairplay incrível, não se vitimizou ao ser perseguida por Daniel, rejeitada por Renan, assediada por Ronan ou por ser enganada por Laham.

Forte e madura demais para sua idade, não usou a origem humilde para tentar angariar torcida, não jogou baixo, não jogou sujo e não se fez de santa. Inteligente, foi estrategista, coerente, sincera aos seus desejos e fiel aos seus amigos até o fim.

Reservada e controlada, Munik não entrará para lista de personagens antológicos do “BBB”, como Ana Paula. Mas deixa uma marca muito maior para o programa: a de que o público que acompanha – e vota – no reality cresceu, amadureceu e mudou. Para melhor.

Fonte: Famosidades

você pode gostar também