Música, com DNA de beiradão, satiriza prestanista X caloteiro

Nas cidades do interior do Amazonas ou até mesmo na capital, é recorrente a figura do vendedor ambulante ganhar a vida nas ruas, de casa em casa, com um carrinho cheio de produtos, com facilidade de pagamento, via crediário próprio. O prestanista inspirou o compositor parintinense, Inaldo Medeiros, a criar uma canção, com ritmo de beiradão. A música é interpretada pelo cantor do Grupo Marambaia, Salomão Rossy, com participação especial do humorista, Abdias O Cabucão, em clipe, lançado, no dia 1º de fevereiro.

A música conta a história das artimanhas feitas pelos compradores quando enrolam e se escondem dos cobradores, no momento do pagamento das parcelas das compras. O clipe, assim como a produção da música, foram assinados pelo produtor, multi-instrumentista, Marinho Belllo, e o cantor Salomão Rossy, atualmente o mais premiado artista em festivais de música no Amazonas. “O Prestamista”, que em breve, estará em todas as plataformas digitais, tem ritmo de beiradão, um dos primeiros a representar o Amazonas, com Teixeira de Manaus, Oséias da Guitarra, entre outros.

O compositor diz que sempre buscou uma fórmula que eu pudesse abraçar o norte, precisamente Amazonas e Pará, para criar um ritimo. Inaldo misturou carimbó, toada e beiradão. “Dei o nome de carimbadão. Gostei do nome e das músicas que compus. Mostrei ao Salomão Rossy, do Cordão do Marambaia, e fizemos a parceria. Parei para compor e, em 15 dias, compus 27 músicas com temáticas rotineiras. E funcionou. O Salomão abraçou a causa com carinho e tem se dedicado integralmente”, ressalta.

O Grupo Marambaia, formado por Salomão Rossy (Voz, Cuatro Venezuelano e Percussão), Marcelo Figueiredo (Contra Baixo), Neil Armstrong (Guitarra), Anderson Cerdeira (Bateria) e Jonaci (Saxfone), ainda gravou mais quatro obras do compositor Inaldo Medeiros, para serem lançadas na sequência. “Traz, consigo, um show para lá de dançante, todo regado aos principais ritmos do norte: Beiradão, Guitarrada, Carimbó, Marambaixo. É um resgate dos tambores do norte, com uma roupagem super original”, descreve Salomão Rossy.

Inaldo Medeiros também revela que Abdias fez questão de participar do clipe e se emocionou diversas vezes durante a gravação. O sentimento foi motivado, porque o pai do humorista, o parintinense Tarcilo Gomes, 68 anos, trabalhou por décadas como prestanista nas ruas da Ilha Tupinambarana. De acordo com Salomão Rossy, Abdias O Cabucão, como é conhecido Tiago Caldeira de Melo, aceitou o convite, prontamente. “Ele é uma pessoa especial, é talentoso”, pontua. Abdias atua como humorista desde 1996, teve passagem por programas de rádio, em Manaus, gravou três DVDS e dois CDS.

Letra da música

O Prestamista

Um amigo me contou
Que foi vendedor, Cobrador e patrão
Foi “Prestamista” no interior
Mas de tanto levar pino
Abandonou a profissão

Vendia toalha, espelho, tapete, panela de pressão e ferro de passar
Cadeira de “Plártico”
E rede boa lá do Ceará
Mas na hora de cobrar
O dono da casa se escondia
Imitando uma voz de criança
Lá de dentro respondia
O papai num tá
A mamãe num tá
A vovó saiu
Não sei quando vão voltar

você pode gostar também