Música tradicional de São Gabriel da Cachoeira (AM) abre programação em congresso internacional

O compositor indígena Ary até Ykuema, de São Gabriel da Cachoeira, participará da conversa. Foto: Divulgação

Pesquisadores da Amazonas (Brasil), Los Angeles (Califórnia) e Bogotá (Colômbia) abrem a programação do evento internacional Diálogos ICTM 2021, neste sábado, (20), às 13h (hora Manaus), em reunião virtual do Conselho Internacional de Música Tradicional (ICTM). Cadastre-se para assistir.

O compositor indígena Ary até Ykuema, de São Gabriel da Cachoeira e o antropólogo Agenor Vasconcelos, do PPGAS- Ufam, são os representantes do Amazonas no congresso. A dupla apresentará a resistência e a relevância cultural da música kuximawara em sessão intitulada “Um diálogo latino-americano para a inclusão social: Músicas, etnias e identidades comunitárias”.

Veja a programação completa: ICTM Dialogues 2021.

O pesquisador Agenor Vasconcelos apresenta pesquisa sobre o kuximawara dos músicos indígenas de São Gabriel da Cachoeira, interior do Amazonas. Segundo Vasconcelos, a pesquisa descreva a musicologia indígena aplicada a um gênero local atual de música (forró), apontando continuidades relacionadas ao mito do Jurupary.

“É um trabalho que reforça a agenda política de resistência da música indígena, fortalece a cultura e a música tradicional da Amazônia brasileira”, explica o pesquisador.

Ainda muito voltado à área acadêmica, o evento propõe a apresentação de uma perspectiva popular ao objeto de pesquisa. O compositor indígena Ary até Ykuema, representante da música kuximawara em São Gabriel da Cachoeira, participará da conversa, com o intuito de descentralizar a visão do acadêmico e tornar as vozes nativas diretamente audíveis.

A sessão também conta com a apresentação de trabalhos dos pesquisadores Jessie Vallejo (Cal Poly Pomona, USA) e Juan Sebastián Rojas E. (Fundación Universitaria Juan N. Corpas, Colombia). A mediação será feita por Julio Mendivil, etnomusicologo peruanoprofessor na Universidade de Viena, na Áustria.

Em um mundo globalizado, socialmente desigual e agora dizimado pela pandemia, minorias étnicas em todas as Américas continuam vivenciando a marginalização e a exclusão históricas de raça, classe, nação e gênero. Neste contexto, a sessão de abertura do evento propõe reflexão sobre práticas musicais e performáticas tradicionais como elementos de construção de significado, exibindo práticas locais que convergem para construir espaços de resistência cultural, possibilitar processos de construção da identidade, entre outras formas de impacto social.

ICTM – International Council for Traditional Music

O Conselho Internacional de Música Tradicional (ICTM) é uma organização acadêmica que visa promover o estudo, prática, documentação, preservação e disseminação da música e dança tradicional de todos os países. Para isso, o Conselho organiza Conferências, Simpósios, Colóquios e Fóruns Mundiais, e publica o Anuário de Música Tradicional e o Boletim online do ICTM.

Como organização não governamental em relações formais de consulta com a UNESCO, por meio de sua ampla representação internacional e das atividades de seus Grupos de Estudos, o Conselho Internacional de Música Tradicional atua como um elo entre povos de diferentes culturas e, assim, contribui para a paz de humanidade.

Com informações do Portal Amazônia

você pode gostar também