Na ONU, Miss Brasil defende conservação da Amazônia na Semana do Clima

Mayra Dias viajou neste sábado, 22 de setembro, para Nova York e irá entregar à lideranças globais em sustentabilidade documento recebido de estudantes, moradores de comunidades ribeirinhas, participantes do Projeto Repórteres da Floresta, durante a semana do clima nesta semana na Cidade Americana.
A Miss Brasil 2018, amazonense Mayra Dias, oficializou sua atuação na luta pela conservação da Amazônia e enfrentamento das mudanças climáticas.
A Miss foi condecorada como a nova embaixadora da organização, no dia 14 de setembro. A partir de agora, Mayra visitará comunidades no interior do Amazonas, onde conhecerá alguns dos projetos da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), que leva ações de empoderamento comunitário para cerca de 40 mil pessoas, em 583 comunidades.
A agenda internacional da Miss também contará com participação de eventos voltados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, e combate às mudanças climáticas, ambos assuntos com ligação direta com a conservação da Amazônia.
“Hoje estou como Miss Brasil e tenho ciência da visibilidade que isso me traz. Por isso, quero aproveitar e falar para todas as pessoas que vêem e ouvem sobre a importância da Amazônia; fazer com que elas revejam suas atitudes e que percebam o valor que a floresta tem para o mundo. E pra mim é uma honra ser embaixadora de uma instituição como a FAS, que desenvolve um trabalho grandioso de defesa e conservação da região, cuidando das pessoas” afirmou Mayra.
Antes da viagem, a Miss Brasil foi até o Rio Negro para conhecer o projeto Repórteres da Floresta da Comunidade Tumbira. Junto com os estudantes, a Miss participou de uma oficina de facilitação sobre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, compromissos assinados por 193 países com metas para erradicação da pobreza, melhoria da educação, saúde e outros até 2030.
Durante a oficina, a Miss fez questão de ouvir e discutir com os estudantes sobre os sonhos e ideais para uma vida melhor na comunidade. “Os sonhos e as ideias fazem parte de transformarmos a realidade começando por agora. Muito legal saber que aqui eles já pensam em um futuro sustentável, e isso é algo que precisamos compartilhar para o mundo”, enfatizou Mayra.
Em grupos, os estudantes apresentaram ideias com o tema “Como queremos as comunidades em 2030?”, o que serviu de base para a construção de uma carta assinada pelos 20 estudantes. A estudante Odenilze Ramos, 19, participante do projeto Repórteres da Floresta, leu e entregou o documento à Mayra, que será entregue durante a semana do clima em Nova York.
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here