Na véspera da disputa, presidentes dos bumbás confiantes no título

Por Kássia Muniz

Foto: Divulgação

__

Confiança é a palavra da vez nos bumbás de Parintins, a um dia do início do duelo na arena do Bumbódromo. De um lado, Fábio Cardoso, presidente do Boi Garantido, no segundo ano à frente da associação folclórica, busca a primeira vitória do boi vermelho. De outro, Babá Tupinambá, presidente do Boi Caprichoso, quer fechar o mandato com o tricampeonato à nação azul e branca.

“Estamos em uma pegada diferente. Corrigimos os equívocos de 2018. Com um trabalho de todos os artistas, Comissão de Artes, fechamos os espetáculos de arena, confiantes, só aguardando as três noites, onde vamos apresentar um espetáculo digno de boi campeão”, garante Fábio.

Em uma mistura de fé e superstição, Fábio acredita que o fato de ter tirado as pedras maiores no sorteio da ordem do festival foi um sinal muito positivo. “Vencemos os três sorteios e isso tem um simbolismo importante: na última noite nós vencemos com o número 32, que, com certeza, é o número do título de 2019, com fé em Nossa Senhora do Carmo”, assegura.

Já para Babá Tupinambá, a expectativa maior está na busca do terceiro título, pois mesmo tendo um trabalho reconhecido, devido duas vitórias consecutivas, a pressão maior é por parte torcedores exigentes pelo tricampeonato.

Mesmo supersticioso, o presidente do Caprichoso credita todas as vitórias à Deus. “Tudo indica que o tricampeonato está perto. Estamos com a mão na taça e só perdemos se quisermos, pois tudo está dando certo, com as graças de Deus”, avalia Babá, que tirou a pedra de número 03, indicativo de tri, durante a primeira etapa do sorteio da ordem de apresentação dos bumbás.

você pode gostar também