Na volta de Fred, Vasco vence o Fluminense e é campeão da Taça Guanabara

Na volta de Fred, quem brilhou foi Riascos. Neste domingo, no calor de Manaus, Fluminense e Vasco fizeram um clássico igualmente quente, e os cruz-maltinos levaram a melhor: vitória por 1 a 0, com um gol solitário do colombiano, que garantiu o título da Taça Guanabara.

O Fluminense até jogava pelo empate para ficar com a taça, mas acabou tendo a derrota sacramentada aos 20 minutos, quando Eder Luis recebeu na direita e passou para Riascos, que, com muita tranquilidade, tocou lentamente no canto de Diego Cavalieri para marcar.

O tento saiu pouco depois de Fred, um dos personagens do clássico, fazendo seu retorno ao time do Fluminense, ser substituído pelo técnico Levir Culpi. O atacante, que viveu uma novela sobre seu futuro durante a semana, foi trocador por Magno Alves.

Foi o 12º título de Taça Guanabara do Vasco, que impediu a aproximação do Fluminense, que buscava a décima taça. Como dono da melhor campanha, a equipe cruz-maltina encara o Flamengo nas semifinais do Campeonato Carioca. O Flu, também classificado, encara o Botafogo.

Clima quente

O termômetro em Manaus não deixava dúvidas: o clássico seria quente. Antes mesmo de a bola rolar, os desafetos Rodrigo e Fred não se cumprimentaram no encontro de capitães com o árbitro. Pouco antes, o vascaíno também deixou o rival no vácuo, de mão estendida, no momento do hino.

Quando a bola rolou, a principal polêmica foi de arbitragem. Logo aos sete minutos, o zagueiro Renato Chaves marcou de cabeça, após levantamento na área, mas o que seria o primeiro gol do Fluminense foi anulado, por uma suposta falta no goleiro Martín Silva. Lance duvidoso…

Na segunda etapa, os dois times ficaram com dez em campo, aos 25 minutos, pouco depois de Riascos abrir o placar para o Vasco. Marcelo Mattos, pelo Vasco, e Edson, pelo Fluminense, foram expulsos por João Batista de Arruda após um desentendimento entre eles.

Riascos, o herói

Logo no primeiro lance da segunda etapa, Riascos teve chance de ouro para abrir o placar para o Vasco. O atacante recebeu na área, limpou três marcadores, mas acabou se atrapalhando na hora de finalizar, bem em frente a torcida vascaína, em maioria em Manaus.

Aos 20, porém, o colombiano não perdoou. Se destacando pela dedicação, acabou coroado com um gol após receber de Eder Luís, que tinha acabado de entrar no lugar de Julio dos Santos. Desta vez, Riascos mostrou muita categoria para vencer Diego Cavalieri.

Do ESPN

você pode gostar também