-Publi-A-

“Não consegui fazer o Festival”, lamenta Jender Lobato ao demonstrar vontade de continuar na presidência do Caprichoso

Eldiney Alcântara | 24 Horas

[email protected]

Aclamado em 31 de agosto de 2019, o presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato, ainda não conseguiu presidir o bumbá na arena no Bumbódromo. A pandemia do novo coronavírus cancelou o Festival Folclórico de Parintins de 2020 e pode cancelar mais um ano. Com isso, de acordo com o estatuto azul, a atual presidência corre o risco de passar o mandato todo sem gerir um projeto de arena do Touro Negro.

Jender Lobato se mostra frustrado pela situação, mas afirma que aproveitou o período para resolver problemas administrativos, financeiros e judiciais do bumbá. “De uma certa forma eu não posso negar que é muito frustrante. Eu tinha esse sonho de ser presidente do Caprichoso e consegui alcançar esse sonho. De repente a pandemia, ela jogou um balde de água fria… Em relação a frustração de não ter feito festival, embora eu já esteja no meu segundo ano de mandato, indo já pro terceiro, é muito triste tudo isso. De fato, eu não consegui fazer o festival e, de fato, eu só consegui administrar os problemas do boi. Eu não consegui fazer aquilo que todo mundo quer, que é um grande festival”, desabafou.

Jender não descarta a possibilidade de uma conversa com os sócios do bumbá sobre a possibilidade de continuar no cargo, devido a particularidade do momento causado pela pandemia. Mas, ele afirma que, por enquanto, prefere não pensar no assunto e continuar trabalhando. “A gente tá vivendo um ano atípico, a gente tá vivendo um momento novo que nós nunca vivemos. Então, essa questão é algo que tem que se discutir com muita calma com os sócios, com as pessoas. Eu não parei pra pensar ainda, o que eu quero agora é fazer um bom trabalho”, revela Jender.

O mandato de Jender Lobato vai até 2022, quando o estatuto prevê uma nova eleição, porém, devido a pandemia da Covid-19, tudo ainda está incerto. Jender prefere ainda não se manifestar sobre eleições e afirma que a diretoria está voltada para as ações do bumbá, em especial, ao trabalho de reforma que acontece no curral Zeca Xibelão e deve se estender para outros patrimônios do bumbá.

você pode gostar também