-Publi-A-

No Amazonas, 16 pessoas são presas e R$ 233 mil aprendidos por crimes eleitorais

Manaus – Pelo menos 16 ocorrências de crime eleitoral já foram registradas na manhã deste domingo (2), em Manaus, além de alguns casos no interior que são indícios de infração eleitoral. A informação foi divulgada pelos órgãos que estão atuando no pleito deste ano.

De acordo com o procurador regional eleitoral, Victor Ricely, seis ocorrências registradas pela Polícia Federal foram casos de corrupção eleitoral e transporte ilegal de eleitores.

Ricely afirmou ainda que apreensões de dinheiro foram feitas nos municípios do interior do Amazonas. Até o momento, foram registradas a apreensão de R$ 143 mil em Humaitá, R$ 40 mil em Alvarães, R$ 50 mil em Parintins, além de uma embarcação apreendida com 200 eleitores no município de Tefé.

“Ainda não estão comprovados os crimes eleitorais nessas apreensões, mas há fortes indícios. Detivemos o dinheiro para que ele não chegue a ser usado para compra de votos”, afirmou Ricely.

Segundo a Polícia Militar, dez ocorrências foram de casos de boca de urna. Uma das pessoas detidas pela Polícia Militar por crime eleitoral é o jovem Felipe Cabral Ferreira,29.

Conforme a PM, ele foi flagrado no bairro Novo Reino com santinhos e papéis com o número do candidato Júnior Resgate, para prática de boca de urna nas escolas do bairro.

Felipe Cabral afirmou que, após votar, foi abordado por um grupo de pessoas em um carro, não identificado, que  ofereceram R$ 50 para fazer boca de urna. “Eles chegaram e disseram: pega aqui esses santinhos, esse dinheiro e ajuda a gente, depois você pega o resto do dinheiro”, contou.

Do D24

você pode gostar também