“No segundo turno pode me esperar”, diz José Melo

O governador José Melo (Pros) disse nesta segunda-feira, dia 22, que no primeiro turno das eleições municipais, em Manaus, vai se manter “equidistante” e ter “comportamento de magistrado”.

Esse comportamento, segundo ele, é em decorrência do fato de ter quatro amigos, Silas Câmara (PRB), Serafim Corrêa (PSB), Henrique Oliveira (SDD) e Marcelo Ramos (PSB), que o apoiaram em 2014, e que vão enfrentar o seu agora ex-aliado Arthur Neto (PSDB).

Perguntado se havia decepcionado com o tucano Arthur, Melo respondeu:

“Não se trata disso! Na vida, são as escolhas; às vezes, a gente encontra uma pessoa maravilhosa, vai, casa e se decepciona lá na frente. Mas, são as escolhas. Eu faço as minhas e ele faz as dele. Ele fez a dele. Eu apenas disse: eu apoiaria o Arthur. Em apenas uma circunstância eu não faria fazê-lo, que era a união com quem ninguém consegue conviver. Portanto, isso aconteceu”, disse o governador, referindo-se à aliança do prefeito com o senador Eduardo Braga (PMDB).

Veja vídeo:

Salto de 30 anos

O comentário do governador foi feito durante a inauguração do novo acelerador linear da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) e a inauguração do Serviço de Radioterapia Dr. Abelardo Rodolfo Lemos Pampolha.

A obra foi considerada por ele um salto de 30 anos no tratamento da doença no estado e é resultado de parceria no valor de R$ 8 milhões do governo com o Ministério da Saúde.

Do BNC

você pode gostar também