Nota Oficial do Bumbá Caprichoso sobre corte de verba para o Festival de Parintins

Foto: Katiúscia Ferreira

O Caprichoso acompanhou com surpresa o anúncio de que o Governo do Estado não tem verba para o Festival Folclórico de Parintins. No momento seguinte, porém, o secretário estadual de Cultura, Robério Braga, convocou reunião, a pedido do governador José Melo, com os presidentes dos bumbás para terça-feira (24/05). A fé e o compromisso da Nação Azul e Branca e do povo de Parintins mantêm a esperança de que algo tenha mudado.

Faltam pouco mais de 30 dias para a Festa dos Bumbás. O Governo do Estado, que promove o evento há 27 anos, desde 1989, com investimento crescente, não pode mudar tão radicalmente de ideia, de uma hora para a outra.

Cada bumbá recebeu do Governo do Amazonas, em 2015, apenas R$ 2,040 milhões para a apresentação na arena. Isso e nada mais. Entraram mais R$ 2,4 milhões destinados a iluminação, som e operacionalização do Bumbódromo, totalizando R$ 8,880 milhões nos dois. Fala-se agora em R$ 18 milhões gastos no Festival Folclórico. O Estado certamente explicará de onde vêm as demais despesas.

A Nação Azul e Branca e o povo de Parintins, ainda assim, rejeitam a ideia de que, em orçamento anual do Estado de R$ 16 bilhões, os ditos R$ 18 milhões, uma gota d’água nesse oceano, sejam causadores de caos na saúde, educação ou segurança.

Este povo é criativo, guerreiro e disposto ao diálogo. Nada, porém, em momento algum, permite deixar sucumbir o patrimônio artístico e cultural que a História dos parintinenses construiu.

Haverá Festival Folclórico. A História fará justiça.

você pode gostar também