Operação Aliança prende em Juruti trio que vendia veículos roubados no Amazonas

Seis veículos foram recuperados na operação que iniciou na quinta-feira e teve parte de sua estratégia montada em Parintins. foto: reprodução

A operação Aliança teve apoio das Policias Civil e Militar de Parintins.

Da redação | Parintins 24 horas

[email protected]

Parintins – A Polícia Civil do Amazonas deflagrou ontem a operação Aliança realizada no município de Juruti (PA) que terminou com a prisão de três pessoas acusadas de comercializarem veículos roubados no Amazonas. A operação que estava sendo montada deste quinta-feira contou com o apoio do 11º Batalhão de Polícia Militar e da delegacia interativa de Polícia Civil de Parintins, além de policiais civis e militares de Juruti.

Foram presos Alcione Almeida Rocha, 63, conhecido como ‘Velho’; Ângelo Lima da Silva, 41, e Saturnino Branches de Sousa, 60. De acordo com o delegado da Especializada em Roubos e Furtos de Veículos Pericles do Nascimento não ofereceram resistência.

A prisão ocorre depois de uma longa investigação para tentar desbaratar a quadrilha que efetuava o crime nos dois estados. De acordo com a autoridade policial, as prisões ocorreram no estado do Pará, durante a deflagração da operação “Aliança”, que teve por objetivo combater a venda de veículos roubados no Amazonas e vendidos em outros estados do Brasil. “Iniciamos as investigações há pouco mais de um mês. Alcione é apontado como um dos responsáveis pela compra de veículos roubados em Manaus e levados para o estado do Pará”, enfatizou.

‘Velho’ estava em posse de uma caminhonete roubada quando foi preso na Comunidade Café Torrado,  no município de Juruti, no Pará. Em seguida, naquela mesma área, os policiais prenderam Ângelo. Saturnino foi abordado na Vila Socorro, em Santarém. “Os carros que estavam com eles haviam sido roubados em Manaus”, declarou Péricles.

De acordo com o delegado, os proprietários já foram comunicados e após os procedimentos legais, terão os carros devolvidos.

Alcione, Ângelo e Saturnino foram autuados em flagrante por receptação qualificada. Ângelo e Saturnino foram liberados após o pagamento de fiança. Alcione permanece preso na Cadeia Pública de Juruti, aguardando decisão da Justiça.

você pode gostar também