Órgãos realizam ação pelo Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, em Parintins

Foto: Jean Beltrão/Rede Amazônica.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – Nesta sexta-feira, 12, Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, órgãos que atuam em defesa dos direitos das crianças e adolescentes realizaram uma ação de sensibilização contra a exploração desse público. O ato ocorreu na Praça Eduardo Ribeiro, em frente ao Mercado Municipal Leopoldo Neves, em Parintins. Na mobilização foi apresentado faixas educativas e distribuição de panfletos.

O movimento foi uma ação conjunta da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação (Semasth), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Defensoria Pública, Delegacia de Polícia Civil, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Conselho Tutelar e demais órgãos.

A secretária da Semasth, Zeila Cardoso, conta que objetivo foi de informar e sensibilizar a sociedade parintinense acerca do combate ao trabalho infantil. “Hoje a população toda é sensibilizada, é feito o chamamento de todos os locais da cidade para que a população possa entender que no trabalho infantil há a violação de direitos e que tem consequências. Essa criança pode estar exposta a um série de vulnerabilidade e aí pode ocorrer a incidência de tráfico humano”, alertou Zeila Cardoso.

O conselheiro tutelar João Maurício relata que a entidade tem registrado denúncias dessa problemática na cidade. “Infelizmente temos vários índices de situações de trabalho e as pessoas têm uma ideia errada ainda. Nós temos alguns mitos que giram em torno da realidade da criança e adolescente com o discurso de que é melhor trabalhar do que matar, que é melhor estar trabalhando do que estar na rua. Na realidade o que a criança precisa é estar estudando”, disse João Maurício.

Além da rede de proteção das crianças e adolescentes, se fizeram presentes a primeira dama Mayra Dias e o apresentador do Boi Garantido, Israel Paulain.

A exploração do trabalho infantil pode ser denunciada pelo disk 100 ou pelo telefone de plantão do Conselho Tutelar 99358-1444.

você pode gostar também