Padre avalia gestão em Maués como positiva, apesar da crise

Padre Carlos Góes, prefeito de Maués.

Vivendo os últimos dias do seu mandato, o prefeito de Maués, Padre Carlos Góes (PT), fez um balanço nesta quarta-feira, dia 28, e considerou que fez uma gestão positiva diante da crise financeira que se abateu sobre o país mais fortemente nos últimos dois anos.

Ele afirma que cumpriu 95% das propostas do seu programa de governo, anunciado em 2012.

“Estamos deixando para o futuro prefeito mais de R$ 20 milhões em contratos e convênios, além de R$ 40 milhões de recursos do Programa de Saneamento Integral (Prosai-Maués)”, disse Padre Carlos.

O prefeito lamenta que, mesmo com recursos liberados pelo Banco Interamericano (Bird), esses valores não chegaram aos cofres da prefeitura, o que teria prejudicado sua gestão.

A queda na arrecadação também foi um problema que o prefeito que sai teve de administrar, segundo afirmou.

De suas obras, Padre Carlos destaca reforma de prédios públicos, como o estádio municipal, que estava fechado há seis anos, novas obras, como 38 escolas na área rural, a arena da Floresta, na ilha de Vera Cruz, e instalação de 40 poços artesianos.

Em fase de conclusão, ele disse que deixa duas quadras cobertas na zona rural, três creches e uma UBS fluvial.

A merenda escolar regionalizada, com investimento de R$ 1 milhão na compra de produtos da agricultura familiar e a transformação dos transportadores de alunos em empreendedores, que lhe valeu o prêmio nacional Prefeito Empreendedor, também são conquistas apontadas por Padre Carlos.

No setor de saúde, o prefeito conta que a prefeitura usou recursos próprios para comprar medicamentos, manter equipamentos e pagar médicos.

“Maués foi o município que mais recebeu cubanos do programa do governo federal, desafogando o atendimento nas UBS e hospital”, disse o prefeito.

O prefeito destaca os programas Prefeitura Itinerante e Meu Bairro Legal como símbolos do cuidado com os maueenses, por levar serviços de cidadania para as áreas rurais e 12 polos da zona urbana, e entrega de títulos de terra definitivos para 400 famílias.

Ele destaca esse cuidado com a gestão refletido no segundo lugar nacional dado a Maués no Ranking da Transparência do Ministério Público Federal, valendo ao município o prêmio e medalha Alferes Tiradentes.

“O portal da transparência e do e-contas de Maués é totalmente atualizado com as informações e relatórios exigidos pelos órgãos de fiscalização interna, sob a supervisão do Ministério Público Federal (MPF)”, afirmou Padre Carlos.

O prefeito disse que a prefeitura encerra o ano com os salários e o 13° dos servidores, assim como o pagamento dos fornecedores, em dia. E habilitada para firmar convênios e receber recursos.

“Encerro o mandato com o sentimento que cumpri meu dever. Sofri com falsas acusações, perseguições, mas superei pela fé. Aprendi muito com a política a zelar pelo bem público. Agradeço a todos que compreenderam o novo formato de governar que empreendi”, despediu-se o prefeito.

Do BNC

você pode gostar também