Pai de vítima de câncer processa Globo e Casé e pede R$ 4 milhões

Vanderlei Velozo Miranda alega que o programa exibiu uma entrevista não-autorizada com o menino de 8 anos

O encarregado de obras Vanderlei Velozo Miranda entrou com um processo na Justiça contra a Globo e a apresentadora Regina Casé, por conta de uma entrevista exibida com o seu filho, vítima de câncer, na temporada de 2015 do ‘Esquenta’. O menino de 8 anos morreu 5 dias após a entrevista ir ao ar e o pai alega que a mesma não foi autorizada, pelo que ele pede indenização de cerca de R$ 3,9 milhões. As informações são do UOL.

A Globo afirma que a entrevista, realizada com seu filho na brinquedoteca de um hospital de Campinas, foi autorizada, mas, até o momento, não mostrou a documentação. “Meus clientes não fizeram autorização por escrito, permitindo a entrevista com a criança, tampouco a veiculação de suas imagens no programa”, disse o advogado da família, Alexandre Damaceno.

A primeira audiência já aconteceu, em Campinas, e a segunda deve acontecer no próximo dia 20 de setembro, para a qual a apresentadora global foi convocada.

Nem a Globo, nem Regina Casé se posicionaram sobre o assunto até o momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here