Pais mantinham criança em jaula por ser o “lugar mais seguro” da casa

Pais e avós do menino estão detidos. Criança foi entregue aos serviços sociais

Em junho, três adultos foram detidos depois de se suspeitar que mantinham em cativeiro uma criança de 11 meses. O menino foi encontrado dentro de uma jaula, envolto em fezes, e sem um único cobertor ou brinquedo.

T.J. Brown, de 46 anos, Heather Scarborough, de 42, e Charles Brown, de 82 – os pais e o avô da criança – foram ouvidos esta semana no tribunal, alegando que mantinham o menor preso numa jaula, porque este era “o lugar mais seguro da casa”.

A família vivia com 86 galinhas, 56 cães, 10 coelhos, quatro periquitos, três gatos, oito cobras, 531 roedores e três moedores de açúcar dentro de casa. A criança foi encontrada numa jaula a poucos metros de uma cobra.

As autoridades afirmam que “nunca viram nada igual” e que há muito que não ficavam tão chocadas com um caso judicial.

A associação de resgate animal ‘Animal Rescue Corps’ esteve no local.

Com informações do NPM

você pode gostar também