-Publi-A-

Parintinense leva Brasil ao ouro no Pan-Americano do Peru

Foto: Divulgação

Pedro Henrique Nunes, 18, superou um cubano e um americano atletas de grandes potencias do atletismo

Kedson Silva | Especial 24 horas

[email protected]

Com a marca de 74 metros e 58 centímetros, o parintinense Pedro Henrique Nunes, 18, conquistou neste fim de semana, medalha de ouro na prova lançamento de dardo no Campeonato Pan-Americano Sub-20 que aconteceu no Estádio Chan Chan, em Trujillo, no Peru.

O parintinense superou o cubano Ronny Cedeno Apon que ficou com a medalha de prata e o norte-americano Liam Christensen, bronze. “Essa medalha representa muito, pelo nível da competição que é muito bom, muito superior também as demais disputas”, destacou o campeão Pan-Americano.

Pedro deseja conquistas a todos os atletas parintinenses que lutam por medalhas no JEAs. “Eu só tenho a desejar sorte a todos os parintinenses e que aproveitem a oportunidade e que continuem a sonhar e a querer sempre mais dentro do esporte”, comentou.

O começo da carreira de Pedro Henrique. Foto: Geandro Soares.

A descoberta

Henrique Nunes foi descoberto em 2013, pelo, na época treinador da equipe parintinense de atletismo, Delcivan Almeida, através de um evento realizado no Circuito Escorpião no projeto Jovem Cidadão que visava descobrir talentos ocultos na cidade. Em sua primeira oportunidade, Pedro Henrique, como aluno da Escola Tomaszinho Meireles (GM3) destacou-se na seletiva e conseguiu vaga para a disputa do seu primeiro Polo III em Nhamundá, não conseguindo ser o campeão, mas conquistou medalha no Polo. O seu desenvolvimento no lançamento de dardo o levou pela primeira vez ao JEA’s, onde, a partir daí, passou um período em preparação técnica em Manaus, já em num nível alto.

Pedro Henrique ao receber a medalha de ouro nesta tarde no Peru. Foto: CBAt

Hoje, apesar de ter apenas 18 anos, Pedro Henrique também é o atual campeão sul-americano na categoria sub-20, conquistado no mês de junho em Georgetown na Guiana. “Dedico essas conquistas a todos que me ajudaram, amigos, irmãos, colegas, familiares e a minha treinadora Margareth Bahia Marques”, finalizou Nunes.

você pode gostar também