Parintins 2022: Amazonastur faz ação de sensibilização em estabelecimentos turísticos

Na semana em que acontece o 55º Festival Folclórico de Parintins, um dos maiores espetáculos a céu aberto do mundo, a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) iniciou a sensibilização e orientação em 64 estabelecimentos, com o propósito de promover o ordenamento dos prestadores de serviço turístico na ilha tupinambarana. As ações de visita vão se estender até quarta-feira (22/06).

De acordo com a diretora de Desenvolvimento e Turismo (DTUR), Emmanuelle Pampolha, a Amazonastur atua na regularização do registro no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo, além de sensibilizar em relação ao combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, proibição do uso de penas naturais em adereços e manuseio de animais.

A diretora do DTUR também destaca que a Amazonastur, mesmo durante a pandemia, atuou no município para promover o ordenamento turístico. “A gente sabe da dificuldade, que houve realmente um impacto muito grande com relação aos estabelecimentos, ao funcionamento durante a pandemia, mas há cerca de cinco meses a Amazonastur está intensificando essas atividades para que possamos capacitar também toda essa cadeia que faz o atendimento, o acolhimento ao turista para que ele seja recebido da melhor forma”, explicou.

A chefe do departamento de registro e sensibilização da Amazonastur, Giovanna Tapajós, ressalta a importância da regularização para o turismo local. “O Cadastur é um sistema que abrange meios de hospedagem, agências, locadoras de veículos, transportadoras, guias de turismo. Esse olhar de ordenamento, que nós já estamos aqui na ilha, é para fazer com que os turistas sintam que estão sendo bem acolhidos, que estão recebendo serviços de qualidade, serviços regularizados, serviços legalizados na ilha”, afirmou.

Visita
Atuando há 27 anos no ramo como proprietária de um café e hospedagem, Alzira Serrazin atualizou o registro no Cadastur por mais dois anos, durante a ação da Amazonastur. “Essa visita é muito importante. Este ano eu vou ter uma uma quantidade mais ou menos de 30 pessoas, porque eles vêm e trazem outras pessoas para tomarem o café durante aqueles três dias. E eu graças a Deus me sinto muito feliz”, disse a proprietária da pousada.

Além da Amazonastur, as visitas aos estabelecimentos também contam com a parceria do Corpo de Bombeiros e Polícia Turística da Polícia Militar (Politur).

Campanhas
A Amazonastur, visando sensibilizar os prestadores de serviços turísticos, lançou a campanha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no estado do Amazonas. Para denunciar basta ligar para o Disque Direitos Humanos pelo número 100.

Para conscientizar em relação ao manuseio de animais, que é uma atividade ilegal, a Amazonastur também reforçou a campanha “Nunca toque, observe”, incentivando que a vida silvestre seja apenas apreciada em seu habitat natural e jamais para utilização em selfies ou para entretenimento turístico.

E para combater o desaparecimento de espécies e maus-tratos a animais, há a campanha contra o uso de penas de animais em artesanatos. Para denunciar maus tratos, basta ligar para (92) 98842-1553 do Batalhão Ambiental ou para a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo por meio do contato (92) 99962-2340.

você pode gostar também