Parintins apresenta anormalidade e pode ter grande cheia em 2022, alerta Defesa Civil

Foto: Jean Beltrão/Rede Amazônica.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

A Defesa Civil alerta que Parintins pode passar por uma grande cheia em 2022. A maior enchente enfrentada pelo município foi esse ano em que a marca do rio chegou a 9 metros e 46 centímetros, superando a de 2009 em que o rio atingiu 9 metros e 38 centímetros.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Parintins, Adriano Aguiar, o órgão já vinha observando que a estiagem do rio nesse ano não alcançou o nível que deveria alcançar. Além disso, o Centro de Monitoramento e Alerta (CEMOA) acionou a Defesa Civil do município para antecipar o pedido dos planos de ação das demais secretarias para ser elaborado o plano de contingência. “E nesse aviso do CEMOA ele informa muita precipitação nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro de muita chuva e nós estamos acompanhando outras calhas que já estão em uma situação de anormalidade. Nesse documento que recebemos vem claro que Parintins começa a passar por uma anormalidade já que a medida do rio atual não é a mesma do ano passado. Então já estamos muito a frente e nesse documento diz ainda para nos preparamos para uma nova possível grande cheia em 2022”, disse Adriano.

Ainda segundo Adriano Aguiar, Parintins já está realizando ações de enfrentamento para as cheias futuras. A Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), está elevando as vias da cidade que geralmente alagam e a Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação (Semasth) atualizaram o cadastro de famílias tanto da zona urbana quanto da zona rural que são atingidas pela enchente para receberem assistência.

Além disso, a Defesa Civil de Parintins começou a fazer o plano de contingência para enviar para a Defesa Civil do Amazonas para que o município dê uma resposta mais rápida do que esse ano de 2021.

você pode gostar também