-Publi-A-

Parintins mantém toque de recolher e permite funcionamento de igrejas, bares e lanchonetes com até 50% da capacidade

Foto: Yuri Pinheiro.

O Comitê Gestor de Combate ao Coronavírus de Parintins reuniu nesta quinta-feira, 22 de abril, para discutir o decreto que estabelece toque de recolher e uma série de restrições em combate ao novo coronavírus. A reunião foi presidida pelo prefeito em exercício Mateus Assayag (PL), que representou o prefeito Bi Garcia (DEM). Garcia cumpre agenda de trabalho na capital do Estado.

Nas últimas duas semanas, Parintins apresentou acentuada queda nos índices de casos positivados, internações e óbitos. Apesar da baixa nos números e de maneira preventiva, o Comitê Gestor decidiu pela permanência do toque de recolher das 20h às 5h da manhã. O funcionamento de igrejas, lanchonetes, restaurantes e bares passa a ser permitido com capacidade de 50% do público. Práticas esportivas, festas dançantes, eventos públicos e funcionamento de balneários públicos e privados ficam proibidos por decreto. As decisões valem por 15 dias.

As flexibilizações estabelecidas pelo comitê gestor, de acordo com o prefeito em exercício Mateus Assayag, seguem normativas sanitárias com base na queda dos índices de contaminações, internações e óbitos devido à Covid-19. “A gente mantém um controle com relação à Covid. Não podemos perder isso e flexibilizar tudo. Temos que manter os cuidados, manter o controle para que Parintins continue com esses números em queda”, ressalta.

Para que as determinações estabelecidas durante a reunião do comitê sejam cumpridas, os órgãos fiscalizadores fortalecerão todo o trabalho de fiscalização que é feito em todo o perímetro urbano de Parintins. A ação será reforçada durante todo o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais.

você pode gostar também