Parintins será o primeiro município a receber o Projeto para implantação de UTI

O projeto de implantação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Interior do Amazonas avança e o primeiro dos cinco municípios prioritários será Parintins, na região do Baixo Amazonas. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), serão inicialmente 50 leitos distribuídos em Parintins, Itacoatiara, Humaitá, Tabatinga e Tefé.

A iniciativa faz parte do programa Saúde Amazonas, através do projeto Saúde nas Calhas, por meio do qual o Governo do Amazonas pretende implantar estrutura de média e alta complexidade, nos hospitais dos oito municípios polos de saúde regional. Também serão contemplados, numa segunda etapa, os polos de Eirunepé, Lábrea e Manacapuru.

Em entrevista na semana passada, o governador Wilson Lima ressaltou o ineditismo da ação. “É a primeira vez que o Amazonas terá UTIs no interior; e a gente sentiu o quanto isso é importante; e o quanto isso fez falta no momento da pandemia. É algo que ninguém se preocupou, ninguém começou nenhum projeto de UTI no interior e nós vamos fazer isso, porque o povo do interior merece respeito e tem que ter um atendimento de qualidade”, disse.

Parintins na frente – O município mais avançado na ação é Parintins, onde uma parceria de governos estadual, federal e municipal, com a participação da iniciativa privada, irá permitir a implantação de 6 leitos UTI adulto e pediátrico no Hospital Jofre Cohen, e 4 leitos de UTI Neonatal no hospital Padre Colombo.

Parte dos equipamentos já está no município, incluindo um tomógrafo entregue pelo Governo do Estado. Também foram entregues dez leitos completos com cama, respiradores, monitores, bombas de infusão e equipamentos de hemodiálise – adquiridos por meio de parceria entre a Prefeitura de Parintins e a empresa Celeo.

Segundo o secretário de atenção especializada do interior da SES-AM, Cassio Espírito Santo, o projeto, que começou a ser desenhado em 2019, e teve que ser interrompido por conta da pandemia de Covid-19, retomou em setembro de 2020, após a implantação do programa Saúde Amazonas, e agora vai avançar mais rápido.

“Agora estamos retornando com a estruturação física, equipamentos e recursos humanos. A equipe do Infrasaúde (setor da SES-AM responsável pelas ações de engenharia) está indo aos municípios para orientar na preparação dos hospitais para receber as estruturas”, disse o secretário.

O município de Humaitá também recebeu tomógrafo do Governo do Estado, e os demais equipamentos para a montagem de leitos completos do Fundo de Suporte UNA+, do Grupo + Unidos, uma iniciativa empresarial de apoio às ações de enfrentamento à Covid-19.

A iniciativa contará ainda com emenda do deputado federal Átila Lins. De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo, o Estado apoiará os municípios na implantação e manutenção dos leitos.

você pode gostar também