Pastorinhas encerram apresentação nas ruas no Dia de Santo Reis

Gilson Almeida24 Horas

[email protected]

Parintins (AM) – Na ilha de Parintins, a tradição cristã foi mantida no dia de Santo Reis, 06 de janeiro. A data simboliza a visita dos três reis magos ao menino Jesus, as Pastorinhas realizaram nas Ruas a famosa saída onde caminharam pelas vias públicas em busca de donativos para encerrar o período natalino com a queima das palinhas.

De acordo com Leila Figueiredo, 40 anos, que brinca pastorinha há 26 anos, e se caracteriza de Cigana, a personagem da brincadeira que faz os pedidos, o recurso arrecadado é destinado para o pagamento dos músicos e da comida para os brincantes. Ela pertece ao grupo Filhas de Davi, do bairro Palmares. “Esta é uma tradição que a gente vem mantendo que é uma brincadeira em honra ao menino Deus. 06 de janeiro é o dia que a gente sai para ganhar recursos”, disse.

A manifestação cultural também é de agrado das crianças, como no caso de Ana Kely, 11 anos, que brinca de Florista há 2 anos. “Eu gosto de participar, porque é legal, e conheço pessoas novas. Quando chegamos nas lojas, geralmente elas dizem que a minha roupa é bonita e que danço bem”, falou Ana.

Um dos estabelecimentos que a dupla visitou foi a de Demétrio Haidos, 81 anos, natural da Grécia. Desde quando começou a trabalhar em Parintins, sempre colaborou com a brincadeira. “Eu assisto as Pastorinhas, desde criança. Estou em Parintins há 40 anos e todo ano eu ajudo”, destacou o comerciante.

Leilane informou ainda que a Pastorinha Filhas de Davi arrecadou, em 2019, cerca de R$ 800,00. À noite, os grupos de Pastorinhas fizeram a queima das palhinhas nos bairros da cidade que simbolizou a renovação e a esperança de um novo tempo.

Pastorinha é uma peça teatral dançada e cantada sobre a história bíblica do nascimento de Jesus. Em 2017, as Pastorinhas de Parintins foi reconhecida como Patrimônio Imaterial Cultural do Amazonas.

você pode gostar também