Pauderney é citado como “o cara mais corrupto que existe” em delação da Lava Jato

O deputado federal Pauderney Avelino, líder do DEM e da articulação que derrubou a presidente Dilma Rousseff (PT), é citado em uma das gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado como “o cara mais corrupto que existe”.

A informação foi divulgada no início da tarde desta quinta-feira, dia 26, pelo programa “Giro Brasil”, do canal GloboNews.

O teor, segundo o noticiário, é parte das gravações feitas por Sérgio Machado e que foram homologadas ontem, dia 25, pelo relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki.

O BNC tentou ouvir o deputado sobre o assunto, mas até a publicação deste post ele não atendeu às ligações, nem as retornou. Seu telefone sempre apresentava sinal de ocupado. A assessoria de comunicação do parlamentar foi procurada e respondeu que Pauderney vai responder oficialmente.

O GloboNews publicou uma nota seca com resposta do parlamentar, na qual afirma que ele nunca conversou com Sérgio Machado e que a citação de seu nome é lamentável, partindo de uma pessoa desesperada.

Homem-bomba do PMDB

Machado é considerado o homem-bomba do PMDB. Foi a delação dele que derrubou o ministro do Planejamento, Romero Jucá, e complicou a vida do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do ex-presidente da República José Sarney, e outros políticos graúdos da República.

Da: Agência Senado

você pode gostar também