PC-AM deflagra operação Infame e prende homem pelo crime de estupro de vulnerável em Careiro da Várzea

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio das equipes da 35ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Careiro da Várzea (distante 25 quilômetros em linha reta de Manaus), deflagrou na manhã de sábado (17/04), por volta das 8h, a operação “Infame”, que resultou na prisão de um homem de 41 anos, pelo crime de estupro de vulnerável, praticado contra uma adolescente de 12 anos, na comunidade São Sebastião, naquele município.

A ação policial foi coordenada pelo delegado David Jordão, titular da DIP, e contou com o apoio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e Adolescente (DEPCA). Segundo o delegado, os abusos aconteciam desde janeiro de 2020; e o infrator usava de tortura psicológica para impedir que a vítima o denunciasse.

“O ato criminoso vinha ocorrendo desde o ano passado, na casa da família, localizada no Paraná do Careiro. Após a mãe da vítima tomar conhecimento do fato, o agressor passou a ameaçar essa família para que o crime não chegasse ao conhecimento das autoridades, porém a genitora da adolescente veio para Manaus, e buscou ajuda na DEPCA, onde foi registrado o ato ilícito” detalhou a autoridade policial.

Conforme Jordão, após o registro da ocorrência na Especializada, o caso foi transferido para a 35ª DIP de Careiro da Várzea, que solicitou o mandado de prisão temporária do infrator. “Durante a captura do indivíduo o mesmo tentou fugir, mas acabou sendo alcançado e preso. Na unidade policial ele confessou o crime” relatou David.

Ainda conforme David, a adolescente engravidou, e, por decisão da família, passou pelo procedimento de interrupção da gestação. “Os abusos contra a adolescente aconteciam quando sua mãe ausentava-se para realizar compras na capital. A vítima ficava sob os cuidados de uma empregada, que é esposa do autor”, mencionou o delegado.

O mandado de prisão temporária foi expedido na última sexta-feira (16/04), pela juíza de direito Fabíola de Souza Bastos Silva, da comarca de Careiro da Várzea.

Procedimentos

O infrator será indiciado pelo crime de estupro de vulnerável e permanecerá na carceragem da 35a DIP à disposição da Justiça.

você pode gostar também