‘Piratas de rios’ com arma de fogo são presos no Lago de Coari

Foto: Divulgação/SSP.

Dois homens de 32 e 21 anos, que atuavam como piratas de rio, foram presos por agentes da Base Fluvial Arpão, na noite de terça-feira (02/02), no Lago de Coari, distante 363 quilômetros da capital amazonense. Uma arma de fogo, munições e celulares foram apreendidos.

As diligências iniciaram após uma denúncia anônima, sobre homens que participavam de um grupo que cometia diversos crimes no município. A denúncia informava, ainda, que a dupla estava em uma embarcação com destino a um sítio no Lago de Coari.

Após o deslocamento ao local apontado pelo denunciante, os policiais realizaram abordagem à embarcação, onde encontraram os suspeitos. Na ocasião, foram apreendidos um revólver de calibre 38, com 12 munições intactas do mesmo calibre, além de quatro aparelhos celulares.

Ainda durante a ação, os policiais identificaram que o homem de 21 anos, conhecido como “Vitão”, possuía passagem pela polícia, com um registro pelo crime de homicídio.

Reforço – A Base Arpão foi criada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM e atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A Operação “Hórus” é um dos eixos do Programa Nacional de Segurança de Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça. As denúncias podem ser feitas através do 181, o disque-denúncia da SSP-AM. O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia em todo o estado.

você pode gostar também