PM envolvido em polêmica com pastor não está mais afastado, diz comandante do 11° BPM

Gilson Almeida | 24 Horas

[email protected] 

Governo do Amazonas 2

Parintins (AM) – O Cabo PM Giliard que discutiu com o pastor da igreja Catedral Batista Nacional Renovada, Alfredo Félix, no fim de semana, por causa do som alto do local, não está mais afastado de suas funções, mas continuará respondendo o procedimento da sindicância, informou o comandante do 11° Batalhão da Polícia Militar, o tenente-coronel Corrêa Júnior.

Após se envolver em polêmica com o pastor, o policial militar foi afastado pelo comando do Batalhão para serem tomadas devidas providências.

O comandante Corrêa Júnior disse que na manhã de segunda-feira (13) houve uma reunião com a Associação de Pastores onde foram ouvidos Alfredo e Giliard. Na ocasião foram discutidas também sobre as informações da matéria sobre o caso publicada no PZ, que segundo Júnior, caluniou o policial. “De fato não foi tudo aquilo que o Portal colocou e o procedimento continua aberto até para que o Cabo possa se defender legalmente e rebater algumas colocações que o Jornalista colocou no portal dele inclusive chamando o Cabo de traficante, de usuário, que estava drogado. Pelas conversas que nós tivemos, o pastor também não sabia de várias situações da igreja que fogem do controle dele e ambos se retrataram. No entanto o procedimento continua aberto para que o Cabo tenha vez e tenha voz e depois do procedimento concluído ele possa, se quiser, entrar na Justiça contra o PZ, não por ter exposto a situação entre o pastor e ele, mas sim pelo fato de ter o chamado de traficante, de usuário de drogas, toda aquela história que estava no portal”, falou Júnior.

você pode gostar também