PM prende falso policial federal em Parintins

Diego de Souza Borges, natural de Manaus, foi preso na tarde deste domingo, 05, por volta de 14h30, por uma guarnição da Polícia Militar em Parintins (município distante 369 km de Manaus) acusado de usurpação da função pública. Segundo o Soldado Adriano Fonseca, o acusado, alegando ser um policial federal, acionou a PM por volta de meio-dia, denunciando que foi vitima de roubo no porto da cidade.“De imediato começamos a colher as informações que pudessem nos ajudar no primeiro momento a recuperar os pertences dele, porém ao mesmo entramos em contato com policias federais que atuam na região da fronteira do Brasil com a Colômbia, para ver se realmente esse cidadão de fato era o que dizia ser. Passamos os dados do Diego Borges e de lá veio a informação de que ele não era policial federal. A partir desse momento fomos em busca do mesmo e foi trazido aqui para a 3ª Delegacia Interativa de Polícia (3ª Dip) por uma guarnição”, disse o PM Fonseca Souza.

A guarnição que conduziu o acusado para a 3ª Dip, era formada pelo Cabo Moura Coelho, Soldado Jefferson Silva e Soldado M. Cardoso.

Arrependimento

Diego Borges, que agora diz ser professor de música, assegura está arrependido de ter mentido para a PM . “Tive a maldita ideia de dizer que era policial federal com a intenção de que a polícia agilizasse minha situação, prendesse logo os ladrões, já que se tratava de uma autoridade. O intuito não era de enganar ninguém. Estou arrependido. Eu quero ajuda da minha família pra me tirar daqui, porque estou sem nada, porque os ladrões me levaram tudo”, declarou.

Mesmo ao ter mentido ao declarar ser policial federal, Diego garante que foi vítima de roubo por volta de 10h30 da manhã de hoje quando desembarcava no porto de Parintins. Ele relatou que dois homens chegaram de Pistola ponto 40, o abordaram e levaram dele uma mochila com um notebook, R$ 2.400,00  e 2 cartões de crédito. “Eu estava na passarela e eles colocaram a arma na minha cabeça, puxaram a bolsa e foram embora. Eles estavam em uma moto grande, preta com carenagem. E os dois estavam armados”, afirma.

Diego Borges será ouvido pelo delegado Bruno Fraga, titular da 3ª Dip, que vai investigar o caso. A PM continua atrás dos indivíduos que teriam assaltado o falso policial federal.

Do Gazeta Parintins

você pode gostar também