Polícia apura morte de mulher vítima de tiro na cabeça disparado pelo companheiro

Um homem de 21 anos foi preso por policiais militares da 29ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na noite de quarta-feira (6/2), após atirar na cabeça da própria mulher. A vítima tinha 20 anos e ainda chegou a ser conduzida ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, na zona leste, mas já chegou à unidade hospitalar sem vida.

De acordo com policiais militares, os dois estavam em uma festa em uma residência localizada na rua Seringal, no Mauazinho, quando o homem efetuou o disparo. Após atingir a vítima, ele pediu ajuda a um vizinho para que prestasse socorro à mulher.

O homem chegou a ir até o hospital em busca de notícias sobre a mulher, mas, após denúncias de populares, foi preso acusado de cometer o crime. Ele confessou o fato e disse que entregou a arma utilizada no crime a um amigo, que ainda não foi localizado.

Segundo a titular da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), delegada Débora Mafra, o homem já responde por roubo e tráfico de drogas.

“O homicídio, suposto feminicídio, será apurado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Ela nunca registrou nenhuma ocorrência de relacionamento abusivo, mas é muito triste essa situação. Ela já deveria viver um relacionamento abusivo, mas nunca denunciou”, disse a delegada.

O caso foi registrado na DEHS e, após os procedimentos cabíveis, o homem ficará à disposição da Justiça.

 

Com informações da Assessoria de Comunicação da SSP-AM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here