-Publi-A-

Polícia Civil investiga caso de criança de 11 anos estuprada pelos tios

Foto: Gilson Almeida.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – A Polícia Civil de Parintins está investigando o caso de uma criança de 11 anos que foi estuprada pelos tios. Segundo a vítima, ela sofreu a violência sexual duas vezes, sendo a primeira em 2017 quando tinha 9 anos, em Parintins, pelo tio materno e a segunda aconteceu nesse ano, em Manaus, pelo marido da sua tia.

Ainda segundo a criança, o tio materno a ameaçava de morte caso contasse do estupro para alguém. Para fugir dessa situação, ela pediu para morar com a tia na capital amazonense no final do ano de 2019, porém ao chegar em Manaus foi estuprada novamente por outro tio.

A mãe da vítima informou na delegacia que a tia da criança flagrou seu companheiro na cama com a sobrinha, mas preferiu acobertar o caso e mandou a criança novamente para Parintins.

Em entrevista ao repórter Geandro Soares, da TV A Crítica, o delegado titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Adilson Cunha, disse que a tia, ao mandar a vítima para Parintins no início do mês de dezembro, pediu para que somente o pai fosse buscá-la, mas ele não compareceu e a mãe foi no lugar dele quando soube do ocorrido e imediatamente denunciou o caso na delegacia.

“Essas informações já foram todas colhidas aqui. A menor já foi ouvida, a mãe da menor também já foi ouvida e vamos fazer o máximo para que os autores desse estupro de vulnerável tanto aqui de Parintins quanto de Manaus respondem pelo crime que cometeram. A tia também vai ser ouvida e vamos apurar se a tia realmente sabia dessa situação de estupro em Manaus. Se ela soube e não comunicou nada ela também vai responder. Então vai responder tanto quem praticou quanto a tia que foi omissa e não comunicou o fato a mãe [que estava em Parintins]”, disse Adilson Cunha.

A criança passa por atendimento médico e psicológico. Crimes praticados contra a criança ou adolescente podem ser denunciados pelo disque 100 ou no Conselho Tutelar.

você pode gostar também