Polícia investiga desaparecimento de suposta testemunha da morte de jornalista em GO

Suposta testemunha de assassinato de jornalista desaparece
A Polícia Civil de Goiás investiga o desaparecimento de uma suposta testemunha da morte do jornalista João Miranda do Carmo, em Santo Antônio do Descoberto,  município localizado a cerca de 176 quilômetros de Goiânia (GO).

De acordo com o G1, o delegado Pablo Santos Batista, responsável pelo caso, afirmou que foi alertado por um homem, que também presenciou o homicídio e colabora com informações. A testemunha relatou que os dois criminosos suspeitos de participarem do crime colocaram uma pessoa que passava pelo local dentro do carro usado pelos envolvidos para fugir.
Ainda não houve nenhum registro de desaparecimento na cidade. Um servidor público, suspeito de dirigir o veículo, está preso. Ele havia feito ameaças ao jornalista dias antes do crime, após Carmo noticiar a prisão de seu irmão.
O jornalista foi morto a tiros dentro de sua casa no último dia 24 de julho. Ele mantinha o site de notícias locais SAD Sem Censura, em que publicava reportagens policiais e outras envolvendo problemas da cidade, além de um canal no YouTube.
Do Portal Imprensa
você pode gostar também