População invade delegacia e lincha suspeito de estuprar e matar criança de 10 anos, em Fonte Boa (AM)

Gilson Almeida | 24 Horas

[email protected] 

Fonte Boa (AM) – Na noite de sexta-feira (17) a população invadiu a 55° Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Fonte Boa (AM) (à 678 km de Manaus) e matou, esquartejou e queimou o corpo de Ronald Gomes Borges, de 28 anos, acusado de ter estuprado, matado e escondido o corpo de uma menina de 10 anos. O suspeito havia sido preso na quinta-feira (16), por volta das 21h, após a própria mulher acionar a polícia.

De acordo com a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Ronald ofereceu R$ 40,00 para a criança para terem relações sexuais. Após a vítima negar e tentar fugir, ele a pegou pelo braço, aplicou um golpe de ” mata leão” e em seguida estuprou e afixiou a menor com uma corda. Depois de ter assassinado a criança ele escondeu o corpo embaixo da cama de sua casa, situada na Rua Oito, bairro Berlamino Lins.

Governo do Amazonas 2

O investigador de Polícia Civil, Mário Alves, gestor da 55° DIP, informou que a menina auxiliava a companheira do suspeito na confecção de bolos e biscoitos e que no dia do crime, a vítima estava na cozinha da casa de Ronald quando foi oferecido o dinheiro em troca de sexo.

Ainda segundo o investigador, após Ronald cometer o crime, a companheira do suspeito entrou no quarto, por volta das 19h, encontrou o corpo da menina e acionou a Polícia Militar que prendeu Ronald por volta das 21h ao tentar fugir para uma área de mata.

Na delegacia a companheira disse que chegou a receber ameaças de Ronald para não informar sobre o crime.

A PC informou também que Ronald tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça por estupro de vulnerável ocorrido em 2017.

Ele foi autuado por estupro de vulnerável e seria transferido para Manaus para ficar a disposição da Justiça.

você pode gostar também