-Publi-A-

Por causa de R$ 1.800 mulher é assassinada dentro de casa em Parintins

Nair Magalhães, 84, foi assassinada no bairro de Santa Clara, em Parintins, dentro da própria casa por ladrões que invadiram a residência

Carlos Alexandre | 24 horas

[email protected]

Parintins (Am) – Nair de Jesus Tavares, 84, foi brutalmente assassinada na tarde desta sexta-feira, 30, dentro da casa dela localizada na rua Professor Pena Ribeiro, bairro de Santa de Clara. De acordo com o cabo Adean da Polícia Militar a senhora teria recebido R$ 1. 800 de sua aposentadoria e dois homens encapuzados entraram na casa dela em busca do dinheiro que havia recebido. O militar explicou que a pessoa que trabalha na casa da vítima foi esfaqueada no pescoço.

Dezenas de curiosos ajudaram a polícia na busca aos acusados. Vizinhos e moradores do bairro estão revoltados com o crime. “Se nós pegarmos esses caras eles serão linchados”, esbravejou um dos residentes no bairro. O Corpo de Bombeiros conduziu o corpo da vítima para o Instituto Médico Legal (IML) improvisado em anexo ao hospital Jofre Cohen. “A vitima apresentava corte profundo na parte frontal da cabeça e perfurações no pescoço”, diz o boletim publicado pelo comandante da 3a Companhia Independente de Bombeiros Militar Tenente Amorim.

Mesmo ferida a jovem Marciane Pinheiro de Souza, 20, que trabalha na casa ainda conseguiu avisar vizinhos. No hospital ela tentou explicar o que aconteceu:

“Eles vieram por trás. A dona Nair se assustou e eles mandaram a gente ficar calada e que não era para gritar pra ninguém e era pra mim tirar os chipes dos celulares. Um deles puxou logo uma faca, teve um que mandou eu levantar e trancar as portas, teve um que me levou pro quarto  me fez abrir os armários, mas eles não tocaram em nada. Ele colocava a ponta da faca no meu pescoço porque queriam que eu fizesse rápido e diziam que não tinham seguindo ela a toa. Eles ameaçaram que podiam matar nós duas, mas levariam aquilo que eles tinham ido atrás porque hoje ela tinha recebido a aposentadoria dela”, conta  a jovem que afirmou que assistia televisão com a vítima quando os acusados entraram na casa e logo pediram para aumentar o volume da televisão para que a ação pudesse ocorrer sem levantar suspeitas.

Ela continua: “Eles fizeram eu abrir e dar o dinheiro quando deu a primeira facada no meu pescoço. Eles falavam muito baixo e um ficou com ela na sala e eu escutei na hora que ela gritou pra ela. A partir daí eu vi o sangue e não lembro mais de nada…. Eles estavam com capa de chuva preta e não dava pra ver o rosto porque eles estavam com um pano”, disse com a voz embargada.

De acordo com o médico Legista Jorge de Paula após o exame necroscópico informou que Nair de Jesus Tavares sofreu traumatismo crânio encefálico. “Ela teve Traumatismo Crânio Encefálico. Ela foi furada com faca, além de agressão. Teve ferimentos na testa, e mais cinco ferimentos com arma branca na região do pescoço e mais um na região toráxica”, lamentou o legista

img-20160930-wa0089

você pode gostar também