-Publi-A-

Prefeito de Manaus diz que vai construir 22 mil sepulturas verticais

O Cemitério do Tarumã é um dos locais que realizou sepultamentos em covas coletivas, no pico da pandemia entre abril e maio de 2020

O prefeito de Manaus, David Almeida, afirmou nesta sexta-feira (8) que serão construídas 22 mil sepulturas verticais no Cemitério do Tarumã, Manaus. A medida teria, segundo ele, o objetivo de evitar que acidade sofra um colapso no sistema funerário.

“Precisamos aproveitar o espaço que temos para que possamos construir as sepulturas verticais, no caso, as gavetas. Estamos nas tratativas finais para construirmos 22 mil sepulturas verticais, vamos verticalizar o Cemitério do Tarumã. Nos próximos dias, estaremos iniciando a construção, a ampliação e a oferta daquele modelo de sepultamento”, afirmou Almeida, durante entrevista ao jornal Bom Dia Amazônia.

O Cemitério do Tarumã é um dos locais que realizou sepultamentos em covas coletivas, no pico da pandemia entre abril e maio de 2020. Em dezembro, já havia poucas vagas no cemitério e a administração preparava um novo terreno para receber sepulturas. Na quarta-feira, nos cemitérios da capital, foram realizados 112 sepultamentos.

O movimento nos cemitérios aumentou com o novo pico de casos de Covid-19. Na quinta-feira (7), foram 1.706 novos casos e 46 mortes provocadas pela doença.

O prefeito afirmou ainda que vai encaminhar para a Câmara Municipal um projeto para discutir a abertura de cemitérios particulares e um ossuário.

Vacinação

David Almeida voltou a afirmar que negocia a aquisição de até 700 mil doses de vacina. O prefeito afirmou que vai se reunir, nesta sexta, com representantes de empresas para negociar os produtos.

“Fui procurado por empresas particulares, empresas privadas, que estão fazendo a aquisição de vacinas da China. E assim que essas vacinas estiverem no Brasil, com a aprovação da Anvisa, nós estamos aqui assinando para entrarmos em uma lista de prioridades para aquisição da vacina”, explicou o prefeito. “A vacinação será pelo governo Federal, com o governo do Estado e as prefeituras. Paralelamente a isso, nós iniciamos as tratativas de entendimento, inclusive conversamos com essa empresa particular, consórcio, a nível nacional, que nos procurou oferecendo essa possibilidade”.

David Almeida ainda revelou que iniciou as tratativas para aquisição de uma vacina produzida na Índia: “Já está sendo aplicada em vários países do mundo, porém ainda não tem autorização aqui da Anvisa. Assim que tiver a autorização da Anvisa, nós teremos a prioridade da aquisição dessas doses”.

Na terça-feira (5), governadores de diferentes estados se reuniram por teleconferência com o secretário de vigilância do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, para cobrar um plano, um cronograma de vacinação contra a Covid-19 para todo o país. Contudo, não obtiveram uma data após a conversa.

Na quarta-feira (6), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil começará em janeiro e que o país exportará vacina para países da América Latina, mas isso depende de alguma vacina ser autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que ainda não aconteceu.

O prefeito afirmou que solicitou 100 mil testes ao Ministério da Saúde para testagem da população em Manaus. Ele contou que já estão sendo realizados testes em algumas UBS e nas UBSs móveis, que começaram a funcionar nesta semana.

“Queremos fazer o teste para que possamos tratar a doença no seu início, para que ela não possa avançar, não possa evoluir e que possamos assim dar nossa contribuição para diminuir a incidência e a presença das pessoas em unidades de média e alta complexidades”, afirmou.

David Almeida ainda afirmou que pretende abrir leitos em parceria com a parceria o Complexo Nilton Lins.

Limpeza dos ônibus

O prefeito afirmou que vai fazer a limpeza dos ônibus, feiras e mercados para tentar conter o avanço da doença na capital. “É impossível você manter o distanciamento social dentro dos ônibus, mas nós vamos lavar os terminais. Nós estaremos sanitizando os terminais durante esse final de semana toda, inclusive as feiras, mercados e também praças”, afirmou. “Estamos lavando os locais para que possamos dar uma sensação de segurança para a população da cidade”.

você pode gostar também