Prefeito e secretários de Santa Isabel do Rio Negro são alvos de operação do MP-AM

De acordo com o MP-AM, foram expedidos quatro mandados de prisão, quatro de prisão temporária e dezesseis mandados de buscas e apreensão. Foto: Arquivo/D24am

O prefeito de Santa Isabel do Rio Negro/AM,  Mariolino Siqueira (PDT), foi preso nesta terça-feira (10), durante a ‘Operação Timbó’ do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), que visa combater ações de corrupção de um grupo que provocou prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 10 milhões, nos últimos três anos, segundo o MP-AM. Secretários do município, também foram presos, segundo informações do órgão.

De acordo com o vice-prefeito de Santa Isabel do Rio Negro, Cornélio Dimas de Albuquerque (Pros), o prefeito Mariolino Siqueira foi preso ainda no município e está no aguardo da transferência para Manaus. Dimas informou que representantes da prefeitura ainda não receberam informações sobre o teor das investigações.

“Estou esperando para receber informações do promotor do Ministério Público que está à frente do caso, mas adianto que o clima está tenso por aqui, por conta da operação”, disse ele.

De acordo com o MP-AM, foram cumpridos nesta manhã quatro mandados de prisão preventiva e quatro de prisões temporárias. Segundo o órgão, dezesseis mandados de apreensão de material de informática, eletrônicos, documentos e processos, de pagamento para cumprimento nas comarcas de Manaus, Iranduba e Santa Isabel do Rio Negro, até o fim desta manhã.

As ações estão sendo realizadas por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), com o apoio da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI).

O MP-AM também informou que os presos serão encaminhados para os órgãos, ouvidos, para depois realizarem exames de corpo e delito. Segundo o órgão, o prefeito de Santa Isabel do Rio Negro/AM deve se apresentar ainda esta manhã para a Justiça.

Desvios

O órgão ainda informou que as investigações envolvem desvio de dinheiro público mediante a prática de peculato, lavagem de dinheiro, fraudes e atos de corrupção, visando o enriquecimento ilícito dos envolvidos.

O MP-AM também comunicou que o rombo foi observado em saques em dinheiro efetuados na boca do caixa, além de transferências bancárias para contas pessoas, movimentados em sete contas da Prefeitura, dentre elas, a da folha de pagamento, no período compreendido entre janeiro de 2013 a janeiro de 2016.

Para o ano de 2014, segundo o órgão, o orçamento municipal da Prefeitura de Santa Isabel foi de R$ 24.8000.00,00.

Do d24

você pode gostar também