Prefeitura de Barreirinha vai contemplar 500 famílias com auxílio de R$ 200,00  

O prefeito Glenio Seixas vai sancionar a lei municipal para destinar às famílias carentes o auxílio financeiro, no valor de R$ 200,00, a ser depositado em conta bancária previamente cadastrada (Foto arquivo/Prefeitura de Barreirinha).

Barreirinha (AM) – A Câmara Municipal de Barreirinha aprovou, por unanimidade, a criação da Renda Básica de Cidadania Emergencial, na quinta-feira (09). Onze vereadores votaram a favor do Projeto de Lei, encaminhado pelo prefeito Glenio Seixas, para amparar 500 famílias em situação de vulnerabilidade social, no enfrentamento ao coronavírus.


O presidente da Câmara Municipal de Barreirinha, João Vasconcelos, convocou a sessão, em regime de urgência, para a discussão da matéria do Poder Executivo. O prefeito Glenio Seixas vai sancionar a lei municipal para destinar às famílias carentes o auxílio financeiro, no valor de R$ 200,00, a ser depositado em conta bancária previamente cadastrada.

Requisitos

Somente poderá ser beneficiada com a Renda Básica de Cidadania Emergencial  famílias selecionadas, em triagem, da Secretaria Municipal de Assistência Social, com as respectivas contas bancárias, pelo período de dois meses. O auxílio financeiro poderá ser prorrogado, conforme a duração da situação de emergência na saúde pública, por causa da Covid-19.

O prefeito de Barreirinha, Glenio Seixas, explica que os recursos para o pagamento do auxílio financeiro será oriundo de emendas parlamentares destinadas à atenção básica de saúde, no valor inicial de R$ 100 mil, pelo período de 60 dias, e, com contrapartida da administração municipal, os investimentos serão ampliados para um total de R$ 200 mil.

O Presidente da Câmara de Barreirinha, João Vasconcelos, agradece a todos os vereadores por terem sido favoráveis ao Projeto de Lei, em prol da população, diante da pandemia de Covid-19. “Sabemos que, no município, muitas famílias precisam desse auxílio financeiro, nesse momento difícil. Estamos unidos, em defesa do bem estar do povo”, declara.

você pode gostar também