Prefeitura de Manaus realiza balanço final de ações da operação Cheia 2020

Uma reunião on-line de balanço final das ações da operação Cheia 2020 foi realizada nesta segunda-feira, 17/8, pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus. Os trabalhos iniciaram em janeiro deste ano com o monitoramento dos 15 bairros passíveis de alagações devido a subida do rio Negro.

A vídeoconferência foi organizada pela Secretaria Executiva do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (SEGGIM) com a participação de representantes das secretarias municipais de Saúde (Semsa), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), de Agricultura, Abastecimento e Comércio Informal (Semacc) e Guarda Municipal.

O secretário executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém, explicou que mesmo diante da pandemia da Covid-19, por determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, a Defesa Civil continuou monitorando as áreas vulneráveis à cheia 2020 e acompanhando os alertas do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

“Mesmo com o pronunciamento dos alertas que indicavam a média da subida do rio Negro de uma cheia que não atingisse a cota de emergência, continuamos verificando a necessidade de construir pontes provisórias de acesso em alguns pontos da cidade atingidos pelo fenômeno”, informou.

Conforme levantamento divulgado durante a vídeoconferência, ao todo foram construídos cerca de 500 metros de pontes provisórias nos bairros Aparecida, Tarumã, São Jorge, Educandos e Mauazinho.

Além da Semsa, Semasc, Semacc e Guarda Municipal, participaram também das ações as equipes da Visa Manaus do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), além da Polícia Militar do Amazonas.

você pode gostar também