Prefeitura de Parintins declara toque de recolher

Gilson Almeida| 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – Em combate ao novo coronavírus, a Prefeitura de Parintins declarou toque de recolher das 20h às 6h por 14 dias a partir desta quarta-feira (25), podendo ser prorrogado. A ação foi feita com recomendação do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) por meio do decreto nº 019/2020-PGMP. O descumprimento da imposição acarretará pena de multa no valor de R$ 300,00 (trezentos reais) e multa em dobro para os reincidentes. A ação visa coibir aglomerações e a proliferação do coronavírus no município.

Desta forma fica proibida a circulação e permanência de pessoas em praças públicas, ruas e logradouros durante a vigência do toque de recolher.

Através de transmissão ao vivo na página oficial da Prefeitura no Facebook, o prefeito Bi Garcia informou que o decreto permite a apreensão de veículos de quem descumprir a ordem, além da condução forçada por forças policiais.

“A Polícia Militar fará todo esse acompanhamento e fiscalização. Esse toque de recolher se dá justamente para que a gente combata cada vez mais a proliferação do coronavírus. Esse vírus já está em Parintins. Nós sabemos e a população precisa estar atenta do falecimento de um cidadão que contraiu o vírus fora do nosso município, mas que passou por aqui. Portanto, nós temos que, realmente, ficar em casa, cumprir a quarentena”, destacou o prefeito Bi Garcia.

O toque de recolher não se aplica a pessoas que desempenham atividades essenciais, como profissionais da saúde, funcionários de farmácias, funcionários públicos federais, estaduais e municipais que estejam em serviços essenciais, funcionários de estabelecimentos de abastecimento alimentar (supermercados, padarias e estabelecimentos que atendam por meio de delivery) e pessoas que comprovarem a necessidade de se ausentar das residências por questões emergenciais para atendimento médico ou aquisição de medicamentos.

O prefeito disse ainda que serão distribuídas 3 mil cestas básicas e kits de limpeza à famílias carentes coordenada pela Secretaria de Assistência Social do Município.

Outra medida que está sendo tomada pela Prefeitura é contratação de 177 técnicos de saúde para auxiliar na orientação e prevenção do vírus nas ruas, além de auxiliarem no funcionamento de hospitais. O prefeito também garantiu a aquisição, com recursos próprios do Município de 1 mil testes rápidos para a detecção do vírus.

A recomendação do MPAM foi emitida ontem, 24, e assinada pelas promotoras de Justiça, Eliana Leite Guedes do Amaral e Marina Campos Maciel.

Na cidade há oito casos notificados, sete descartados, dois confirmados, um óbito ocorrido em Manaus e 85 pessoas em monitoramento.

você pode gostar também