Prefeitura de Parintins define aquisição de 10 leitos de UTI com empresa construtora do Linhão de Tucuruí  

Foto: Gerlean Brasil

Parintins deu o primeiro passo para ser o município pioneiro no interior do Amazonas a ter Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até o mês de agosto deste ano, nos hospitais Padre Colombo e Jofre Cohen. A proposta da empresa Celeo Redes Brasil S.A para a aquisição de 10 leitos com laboratórios, orçados em R$ 4,1 milhões, foi aceita pela Prefeitura de Parintins, em reunião do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, no Centro do Idoso Pastor Lessa, nesta sexta-feira (05).


A definição ocorreu via videoconferência com diretores da empreiteira do Linhão de Tucuruí, acompanhada por representantes do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), Câmara Municipal de Parintins, Vigilância em Saúde, Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e do Hospital Jofre Cohen. Os equipamentos de UTI e laboratórios serão comprados pela Celeo Redes Brasil para destinação ao Município de Parintins.

O prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia, declarou acordo firmado com a Celeo Redes Brasil, ao concordar com a condição, para segurança jurídica, de criação de Programa de Compensação de Tributos aos Contribuintes de Imposto Sobre Serviços (ISS). Essa iniciativa, conforme aprovação de Projeto de Lei pela Câmara Municipal de Parintins, permitirá que qualquer empresa possa contribuir na promoção de ações de combate à pandemia da Covid-19.

Nesse sentido, a Celeo Redes Brasil já iniciou contato com fornecedores para comprar os leitos de UTI com laboratórios, como antecipação e abatimento de imposto a ser recolhido pelo município, no período de dois anos de obras da linha de transmissão Oriximiná/Juruti/Parintins. Um dos assessores jurídicos da empresa, Aldo de Paula Júnior, explicou que a iniciativa se deu pela necessidade extraordinária de Enfrentamento ao Coronavírus, em Parintins.

O tributo é referente aos serviços executados pela empresa durante a construção da rede que ligará Parintins ao Sistema Interligado Nacional (SIN), de setembro de 2020 a setembro de 2022. De acordo com Bi Garcia, Parintins ganha seis leitos adultos, dois pediátricos e duas neonatais de UTI, distribuídos nos dois hospitais. O prefeito de Parintins anunciou que o governador do Amazonas, Wilson Lima, garantiu o custeio do funcionamento e operacionalização das UTI.

Alinhamento de proposta entre Prefeitura de Parintins e Celeo Redes ocorreu em reunião no Centro do Idoso. (Foto/Pitter Freitas).

Bi Garcia considerou um momento histórico esse passo dado para tornar Parintins um polo de saúde de alta complexidade que atenderá mais de 300 mil habitantes dos municípios do Baixo Amazonas e oeste do Pará. “Nós precisamos de celeridade. Criamos uma força tarefa que envolve a área jurídica da Prefeitura, Defensoria, Ministério Público e Câmara para que a gente acelere o Projeto de Lei, aprove a propositura e possa receber essa contribuição”, destacou.

Francisco Chica Padilla, presidente da Celeo Redes, interagiu de Madri, na Espanha, e exaltou que a empresa busca alinhar todo o processo de aquisição dos leitos de UTIs de forma correta para beneficiar, o quanto antes, o povo de Parintins. “É uma proposta inovadora para nós. Temos pressa e a necessidade de fazer muito mais. Temos somente a agradecer. É muito agradável ver que todas as partes entenderam muito bem a proposta. Estamos indo na mesma direção”, frisou.

Com a compra dos 10 leitos de UTIs com laboratórios assegurada, os membros do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus discutiram o credenciamento efetivo do serviço de saúde de alta complexidade, com recursos humanos nas especialidades específicas. Em visita institucional a Parintins, nesta sexta-feira, Wilson Lima confirmou que o Governo do Amazonas atuará em parceria com a Prefeitura de Parintins no custeio da contratação de profissionais para o funcionamento pleno das UTI.

você pode gostar também