Presidência do Caprichoso assume o boi, monta comitê de crise e anuncia auditoria

A gestão do Boi Caprichoso encara a primeira semana de muito trabalho, sob o comando do presidente Jender Lobato e vice-presidente Karu Carvalho. A nova Diretoria Executiva vistoria as instalações físicas como o escritório administrativo, almoxarifado, Departamento Social, galpão de alegorias e Conselho de Artes, desde segunda-feira, 09 de setembro.

Tudo é acompanhado pela presidente do Conselho Fiscal, Juciele Cursino, junto com o membro efetivo, Neto Cardoso. No galpão de alegorias, Jender observou a necessidade de melhorar a parte estrutural para cumprir exigências do Ministério Público do Trabalho (MPT) e proporcionar um melhor ambiente de trabalho aos colaboradores na preparação dos projetos artísticos.

A nova gestão já iniciou a formatação do comitê de crise para atuar nas questões financeiras e promover uma grande auditoria no boi. “Montamos uma comitiva para entrarmos nas dependências do boi e que possamos apresentar transparência. Não temos nada a esconder. Pelo contrário, o sócio quer saber a situação do boi que também é feito por uma nação de apaixonados”, diz Jender.

“Vamos tomar conhecimento real de como se encontra o boi. O Karu e eu estamos aqui para consertar esses problemas, sem culpar ninguém que passou. Vamos trabalhar, primeiramente, para organizar a casa. Precisamos avançar e ter muita responsabilidade com o Caprichoso, com a parte administrativa, para fazermos os grandes espetáculos nos festivais”, complementa o presidente.

O vice-presidente Karu Carvalho se sentiu cheio de vontade de trabalhar para o crescimento do Caprichoso, junto com Jender. “Todos estamos determinados a fazer uma boa gestão e damos os primeiros passos. O que vimos aqui no boi é muito relevante. São coisas importantes que assumimos. Vamos elaborar um planejamento sério para não errarmos. É assim que vamos definir o boi para o futuro”, destaca.

“Acompanhamos o presidente Jender e o vice Karu nas repartições do boi para verificarmos como estão os setores. Esse trabalho é de acordo com o comitê de crise criado pela presidência. Precisamos, justamente, saber qual a real situação em que o Boi Caprichoso se encontra. Baseado nisso, entramos com a função de fiscalizar e também ajudar com soluções. Estamos aqui ajudar, da melhor forma possível, a associação”, pontua Juciele Cursino.

você pode gostar também